fbpx
Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?

‘Animal Crossing: New Horizons’ apresenta os primeiros personagens gays da Nintendo

'Animal Crossing: New Horizons' apresenta os primeiros personagens gays da Nintendo

Alguns usuários do fórum ‘Resetera’ identificaram alguns diálogos que indicam personagens gays em ‘Animal Crossing: New Horizons‘.

Segundo a publicação, um dos moradores, CJ, faz diversas referências ao seu parceiro, e utiliza diversas vezes o “he”, comprovando que seu parceiro é um homem:

'Animal Crossing: New Horizons' apresenta os primeiros personagens gays da Nintendo
“Meu parceiro é um artista total, e posso garantir que esses modelos vão deixar seus vizinhos com ciúmes.”
'Animal Crossing: New Horizons' apresenta os primeiros personagens gays da Nintendo
“Além disso, meu parceiro está fazendo colecionáveis, se você quiser. Ele é tão talentoso.”
'Animal Crossing: New Horizons' apresenta os primeiros personagens gays da Nintendo
“Geralmente ele trabalha com modelo de insetos e outras coisas, mas quando ele tem um peixe para trabalhar, seu trabalho é INCRÍVEL!”

Também existe outra personagem, Merry, do jogo que faz referência, desta vez a um casal de amantes lésbicas, isso ocorre quando os jogadores pedem que ela conte uma “comédia romântica”.

Merry no diálogo diz que sua história de comédia romântica favorita é de uma princesa e de seu amor verdadeiro, que também é uma princesa.

No entanto, muitas dessas mudanças estão ausentes na versão japonesa do jogo, que inclui opções binárias de gênero e nenhuma das referências LGBT. CJ refere-se ao seu parceiro como “amigo” na versão japonesa.

A série Animal Crossing já viu mudanças de localização relacionadas ao gênero na direção oposta. O New Leaf de 2013 apresentou dois personagens masculinos – Gracie e Saharah – que na versão japonesa falam de “uma maneira extremamente feminina”, de acordo com Legends of Localization. Ambos os personagens tiveram seus gêneros alterados para feminino para o lançamento no Ocidente.

A diretora de Animal Crossing: New Horizons, ‘Aya Kyogoku’ disse recentemente ao Washington Post que a decisão de adicionar personalização de personagem flexível ao jogo “não é apenas sobre gênero”, mas se relaciona ao sentimento geral da equipe de que “a sociedade está mudando para valorizar muitas pessoas diferentes”. identidades “. E completou dizendo:

“Basicamente, queríamos criar um jogo em que os usuários não precisassem realmente pensar em gênero ou, se quisessem pensar em gênero, também poderiam”

Paulo Victor
Gamer mineiro apaixonado pela Nintendo desde criança. Acredita que Pikmin 4 chegará em um futuro próximo. Instagram: @pvgm91 Twitter: @_paulo_victor F.C: 6972-9848-6184