fbpx
Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento

Escrito e Editado pela Equipe Coelho no Japão

Antes de começar, é pra deixar uma coisa muito clara: eu amo o Switch, mas amar é também não fechar os olhos para os problemas! Meu canal é formado por praticamente apenas vídeos sobre o Nintendo Switch, mas eu estaria sendo desonesto comigo mesmo e principalmente com você, que me acompanha, se eu dissesse que o console é perfeito e sem defeitos, por isso, o intuito é para apontar os problemas, mas são coisas que a Nintendo pode melhorar um dia, é uma forma de fazer nossa voz ser ouvida, porque quem ama também se preocupa e quer ver as coisas melhorarem, portanto vamos aos problemas.

Contador de tempo

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
O “Contador de Tempo” do Nintendo Switch

Existem funções que não estão no Switch mas que já foram implementadas em outros aparelhos da Nintendo há muito tempo, com mais de 3 anos de console, já não faz tanto sentido não termos algumas coisas bem básicas no aparelho.

Quer um exemplo bem simples? Um contador de tempo para os jogos. Hoje o Switch mostra apenas por cima quanto tempo você jogou, dentro do seu perfil, e mesmo assim só após alguns dias, sem muitos detalhes.

Um aplicativo de relatório ou uma opção nas configurações do console resolveria essa questão. Com certeza o Switch tem todas estas informações sobre tempo de jogo armazenadas em sua memória, é só uma questão de a Nintendo querer mostrar para o público!

No 3DS você tem justamente este aplicativo presente, não só com tempo de jogo, mas com tempo de uso e outros dados.

Pastas

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
Uma visão de como poderiam ser as pastas

Hoje praticamente qualquer videogame mais atual tem um sistema de organização de jogos e aplicativos que vai além de listar por tempo jogado ou por nome.

Criem um sistema de pastas pra ontem, pois não só ajuda a organizar, mas deixa a sensação mais “leve” na hora de usar o menu. Jogos que a gente joga pouco ou esquece não precisa ficar ali, ao lado de games que sempre usamos. Se você parar pra pensar, até o PS Vita, que tá nas últimas pelas mãos da Sony, tem um sisteminha de pastas bem interessante. Vamos agilizar isso aí, Nintendo?

Interação social

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
Atual sistema de comunicação

Vamo falar sinceramente aqui, como sempre. O aplicativo de comunicação que a Nintendo lançou para celulares pode até funcionar no papel, e realmente tem suas vantagens, mas não é a mesma coisa que um sistema nativo pra se comunicar com amigos!

A Nintendo podia, não sei, desenvolver um aplicativo interno do console pra comunicação. Até o Wii U tinha algo assim, com o Miiverse. O 3DS tinha o Swapnote, que funcionava e tinha até algumas funções extras. No Switch você não pode nem mandar mensagem – aliás, nem no aplicativo do celular você manda mensagem, só chat de voz.

Um chat de voz nativo no console, ou jogos que suportem a função de maneira nativa também, só liberar a possibilidade para os devs! Mas, falando em chat de voz, vamos a mais uma pequena reclamação…

Fones

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
Nintendo Switch com fone de ouvido? Só portátil

Hoje é possível usar um fone de ouvido no Switch quando ele está em seu modo portátil, ou no Switch Lite no caso, mas é só isso. Quando tá “docado”, você não consegue usar fones, pois ele não suporta bluetooth pra fones, nos controles não tem entrada pra plugs! Gente, tem até uma minicâmera no controle, como a gente viu no Nintendo Labo, mas não tem entrada pra fone.

Talvez em um futuro modelo isso se resolva. Se não em um futuro modelo do console, em outros modelos do Joy-Con ou Pro Controller. Lembrando que o GamePad do Wii U também tinha essa entrada!

Lista de amigos

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
Atual lista de amigos do Switch

Mas voltando à interação social, é preciso ter uma forma mais rápida de manejar a lista de amigos.. Adicionar, remover, aceitar… Tudo isso LEVA MUITO TEMPO, não tem sentido ter um processo tão burocrático para algo tão simples.

E os Friend Codes… É melhor nem comentar muito. Eu só queria ter uma @ pra usar. Até o WhatsApp fica inconveniente quando você passa a usar o Telegram, pois no Telegram você não precisa anotar o celular da pessoa na sua agenda, só ter a @ dela e enviar uma mensagem.

Friend Codes são ainda mais inconvenientes, pois pelo menos o seu telefone para passar para os outros você lembra de cabeça. Os códigos da Nintendo, dificilmente.

Outros probleminhas técnicos

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
Botão de gravar a tela

O Switch também tem alguns probleminhas técnicos que podem parecer besteira para alguns, mas que deixaria o console ainda mais imperdível se a Nintendo melhorasse! E são coisas que é, tipo assim, só ela querer, aparentemente!

Um bom exemplo seria gravar videos em qualidade real e por mais tempo… Para falar a verdade não me incomodo muito com os 30 segundos atuais.

Mas eu detesto que as fotos e videos que eu gravo ficam em uma qualidade tão baixa, em 720p com uma mega compressão visual e ainda jogos que são em 60fps ficam gravados em 30 fps. Vários jogos lindos não tem seus visuais valorizados quando vc compartilha direto do videogame. Isso conta muito contra na hora de mostrar o que o console pode fazer de verdade. E não parece ser uma função que exija tanto assim.

Eu também concordo com quem reclama sobre o volume do console, no modo portátil. Acho um pouco baixo. Até no headphone… Quando estou no avião, por exemplo, que é bem barulhento, eu preciso de um BOM headphone ou então quase não ouço a música do jogo… Podia ser um pouquinho mais alto.

E o kickstand, aquela filipeta que fica atrás do console pra deixar ele apoiado fora do dock, podia permitir angular.. Ele tem uma angulação padrão, mas quase sempre é inconveniente e não fica exatamente onde você quer.

Temas

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
Uma visão de como seria o Switch com temas

Também não tem temas na loja online, o 3DS tem tema de absolutamente tudo, alguns grátis, outros vendidos. Temas simples, que mudam de cor, temáticos com vários jogos. Já são 3 anos de console, meio que passou da hora de o Switch ter alguns teminhas, não?

Probleminhas que incomodam mais…

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento

E é claro, sempre tem aqueles problemas que incomodam mais. Pra gente que mora no Brasil tem algumas coisas bem chatas, como por exemplo os preços dos jogos. Nos EUA os jogos da Nintendo custam lá seus US$ 60, um Super Mario Odyssey ou Super Smash Bros. Ultimate, por exemplo. Quando eles entram em promoção, o máximo que costumam ficar mais baratos é US$40,00.

É um preço razoável pois são grandes jogos, mas no Brasil essa lógica nem sempre se aplica. Os games aqui hoje, no momento que estou gravando este vídeo, custam cerca de R$300, os que são da Nintendo, First Party. E mesmo assim estou falando de jogos digitais, vendidos na Loja Nintendo ou em cartões pré-pago.

Quando entram em promoção não ficam muito mais baratos que isso. Às vezes caem um pouco, mas o pior é quando você vai procurar jogos em caixinha. Não é raro encontrar um game de Switch em caixa sendo vendido por mais de R$400!

Tudo bem que isso não é bem culpa da Nintendo, mas é algo que dificulta o acesso de jogos do console no Brasil e também faz com que muita gente desista de comprar o Switch, somando a todos os outros problemas. E aí também temos o Joy-Con Drift, o velho probleminha no controle que até a Nintendo já reconheceu que existe. Lá fora eles consertam de graça. No Brasil a Nintendo não dá suporte oficial. Tem parceiros que consertam por aqui e fazem por preços bem em conta, mas só o fato de o Joy-Con Drift continuar existindo, em consoles que estão no mercado, já um grande problema desanimador.

Mesmo que seja de graça, você vai ter o trabalho e a dor de cabeça de deixar controle no conserto e ficar sem jogar, esperando o reparo. É um incômodo.

Inconsistências com serviços que são exclusivamente online…

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
O serviço não se encontra no Switch!

A começar pela ausência de plataformas de streaming. Na loja americana temos YouTube e Hulu, sendo que Hulu não funciona no Brasil. Netflix, Crunchyroll, outros aplicativos populares nos EUA parece que não quiseram lançar seus serviços no Switch, apesar de terem marcado presença em quase todo aparelho da Nintendo desde o Wii. Ou a Nintendo não se interessa em ter esses serviços para seu público?

Pra quem assina o Nintendo Switch Online, além de poder jogar multiplayer, também tem a possibilidade de receber games do Nintendinho, o NES, e Super Nintendo, como parte da assinatura.

Problemas do Nintendo Switch que persistem 3 anos depois do lançamento
NES Online

É até legal, pois não existe mais o antigo Virtual Console, mas não tem uma regularidade, certos títulos lançados são mega obscuros e não parece existir interesse em manter essas plataformas como algo realmente interessante para os assinantes. E, por fim, todo o lance envolvendo os Cloud Saves. Também como parte do Nintendo Switch Online, é possível gravar o progresso de seus jogos na nuvem, caso você troque de aparelho ou queira transferir seus dados para outro Switch que tenha em casa. É ótimo!

Mas… Não funciona com todos. E o pior: não funciona com jogos extremamente importantes e populares. 1-2 Switch, Pokémon Let’s Goo Eevee & Let’s Go Pikachu, Pokémon Sword & Shield, Splatoon 2, Overwatch, FIFA 20, Dark Souls Remastered e até Animal Crossing: New Horizons, que é um game extremamente dependente do seu savegame… Nenhum desses tem suporte ao Cloud Save.

Se estragou o console, deu defeito ou corrompeu o save? Já era. Apenas no caso de Animal Crossing a Nintendo tem uma solução, mas a “burocracia” para tal é tremenda.

Então esses são os problemas do Switch que eu acho que cabem melhorias. Cabem incrementos, porém, apenas reforçando: eu não estou aqui pra espalhar hate em cima do console. Eu amo o Switch, amo a Nintendo e eles sempre me trouxeram alegria e me deixam criar conteúdo pra vocês aqui e pelo canal do Youtube. Mas a gente tem que enxergar os problemas e torcer pra que eles sejam solucionados um dia.

Afinal, a gente só quer o melhor pra quem a gente ama tanto.