fbpx
Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
pikmin

Comparativo Pikmin 3 – Wii U vs. Nintendo Switch (Dia 1)

Muito está sendo dito sobre Pikmin 3 Deluxe, que será lançada semana que vem, dia 30 de Outubro de 2020, para Nintendo Switch. Enquanto o próprio release do jogo diz o que vem a mais na versão Deluxe, o consenso geral e fato é que a história do modo principal não sofreu nenhuma alteração.

A versão Deluxe tem como adicionais: multiplayer cooperativo no modo história principal, todas as DLCs que foram lançadas para o jogo original e novas missões secundárias com o Olimar e Loiue (de Pikmin 2). A história principal de Pikmin 3 Deluxe e Pikmin 3 está intacta, porém, existem diferenças visuais entre as versões e são essas diferenças que vamos analisar neste primeiro dia no planeta PN-404.

Pikmin 3 está rodando diretamente do WiiU e Pikmin 3 Deluxe está rodando no Switch em versão demo até o lançamento do jogo completo.

A principal diferença que conseguimos notar nessa primeira comparação é o filtro cinza, muito menos evidenciado na versão Deluxe. Agora atenção a um detalhe: Isso se dá pelo fato do Nintendo Switch poder utilizar a gama RGB completa em suas saídas HDMI e não uma questão de revisão no jogo. A resolução e FPS também não mudaram entre as versões.

Caso você ainda não tenha liberado as cores vibrantes e pretos mais escuros do seu Nintendo Switch, vá em configurações, Saída da TV > Gama RGB e mude essa configuração de “Limitada”/“Automática” para “Completa”.

Nessa imagem conseguimos notas algumas coisas interessantes. Por mais que a versão do Switch tenha mais cor, a versão WiiU tem mais elementos logo abaixo de cada um dos cogumelos. Existe ainda na versão WiiU uma presença maior de um filtro que escurece a imagem nas bordas quando em cenas não interativas. Efeito quase inexistente na demo da versão Deluxe.

Na primeira cena do túnel, temos uma variação de câmera em relação aos jogos. A jogabilidade das duas versões está idêntica, porém, mesmo com cores mais fortes no Switch, a câmera, efeitos de iluminação e o balanço geral da cena no WiiU estão mais bem aproveitados. Reflexos e partículas estão perfeitamente portados e são exibidos fielmente em ambas as versões.

Aqui temos um cenário interessante. Nas imagens tentei pegar a cena mais próxima possível para mostrar um detalhe visual que percebi nos vídeos. Percebi que a versão WiiU tem muito mais fumaça na continuação dessa cena que a versão do Switch, que mantém uma fumaça constante na quantidade e é mais escura que a versão original no WiiU. Me senti na obrigação de trazer mais 2 comparativos especificamente dessa cena, pois na minha opinião a versão original do WiiU mandou muito melhor que a versão Deluxe no Switch.

Além da fumaça, o que me deixa intrigado foi a razão na qual o time de desenvolvimento se baseou ao mudar as texturas do chão, que eram lindas na versão original de WiiU. Na versão Deluxe no Switch acabaram com as ranhuras da terra, ou poderíamos dizer até caminhos que outros bichos, até os próprios Pikmin fizeram. Para mim foi um item do cenário que mudou significativamente a ambientação, mas é algo que não afeta tanto quem nunca passou pela versão original.

Aqui conseguimos observar novamente essa mudança no chão de Pikmin 3 e, de uma forma geral, gosto mais da apresentação nesta cena da versão original de WiiU. O que me faz pensar se essas pequenas mudanças realmente foram planejadas ou foi algum erro de textura/efeitos na transferência do jogo para o Switch.

Dificilmente acredito que isso tenha sido intencional, “Vamos melhorar esse chão, deixa tudo liso!”, mas não ver que ficou bem diferente e descaracteriza o chão natural, com trilhas, que Miyamoto idealizou quando imaginou o jogo observando o jardim de sua casa é, no mínimo, estranho. Faz a versão original de WiiU ser realmente uma obra-prima.

Essa diferença já era esperada por muitos, afinal, não se tem um gamepad no Switch. Na versão original, quando o KopPad (Kopa? Oi?! Universo Mario e Pikmin são próximos?) é utilizado, ele é exibido sendo segurado por Alph na tela da TV e sua imagem completa, assim como aparece no KopPad, aparece no gamepad. Na demo da versão Deluxe, toda informação aparece diretamente na tela da TV. Nenhuma novidade, visto que o Switch não tem uma segunda tela, então simplesmente retiraram a animação da versão original do jogo. Simples assim.

Quem viu no WiiU viu, quem não viu tá vendo aqui e quem quer ver em ação pode acessar o YouTube do herbNgames que ambos os vídeos estarão lá. A Nintendo poderia ter deixado a animação do Alph levantando o KopPad e então um zoom deixava a tela cheia. Daria pouco trabalho e não perderíamos essa cena.

Outra sequência no túnel, porém agora com Alph e os Pikmin vermelhos. Nos próximos dias vamos falar da importância das cores dos Pikmin caso você nunca tenha jogado nenhum jogo da franquia. E isso está tudo bem, Pikmin 3 é uma história completamente nova. Aqui nessa cena conseguimos notar algumas diferenças que não são boas notícias para a versão Deluxe.

A amplitude de exibição RGB garante mais cores no Switch, ponto para o hardware, mas não consigo entender o porque a Nintendo mudou o posicionamento de câmera desta cena, que ficou mais próximo no Switch, e acabou estragando a iluminação. Observe os detalhes do chão logo abaixo dos cogumelos luminosos. Não da para enxergar nada na versão Deluxe, pois o brilho da iluminação está muito forte. Na versão original do WiiU a iluminação é perfeitamente balanceada e você consegue observar as ranhuras do chão em relevo como se tivessem galhos e pedras.

As texturas, inclusive, parecem todas estar mais bem definidas na versão WiiU e essa foi a primeira cena que o “blur” (efeito que borra uma parte do cenário e utiliza de modo expressivo a GPU) incomodou nessa nova versão. A textura do chão antes e depois da parede destruída pelos Pikmins (incluindo a textura da própria parede) está muito mais detalhada e nítida na versão WiiU, sendo utilizado o efeito “blur” somente para desfocar uma parte do cenário, próximo a saída do túnel.

Na demo da versão Deluxe no Switch temos texturas borradas no chão inteiro, cogumelos menos definidos e efeito “blur” descontrolado. Nada contra um efeito de desfoque bem utilizado, porém, nesse caso, a atualização ficou pior que a experiência original. No mais, conseguimos notar que todos os efeitos acontecem com exatidão em ambas as versões. Sem mais, nem menos. Olhando essa imagem fico muito orgulhoso de ser fã e poder apreciar um trabalho tão lindo de texturas como esse em um jogo lançado em 2013. Não é a toa que Pikmin 3 ficou 9 anos em desenvolvimento.

Finalizando o dia, temos a tela de status. Mudanças mais drásticas ocorreram somente no menu inferior esquerdo, onde substituíram o botão de replay por uma versão sem gamepad e incluíram um ícone com uma imagem de um morango para acessar as suas conquistas (ganhando brasões ou medalhas colecionáveis). Aqui começamos a perceber que existem, sim, diversas vantagens e conteúdo extra na versão Deluxe.

Assim como poder jogar o jogo cooperativamente no modo história, algo que eu senti muita falta na versão original, vou comentar sobre essas e todas as vantagens da versão Deluxe que existem, sim, conforme formos caminhando nessa jornada. Neste primeiro dia, estamos aqui para analisar tudo que ambas as versões possuem. Está gostando da matéria? Deixa seu comentário, seu like e segue o Project N para trazermos mais análises e gameplays.

Todo final de dia, temos o registro de Alph. Parece uma tela simples, porém conseguimos notar algumas diferenças grandes que me fizeram preferir, novamente, a versão WiiU. Ambas as telas são idênticas em informação e conteúdo, porém, a demo da versão Deluxe abusa do desfoque de fundo, o efeito “blur” desmedido, o que, pessoalmente, acho que tira o brilho e nitidez que tínhamos das estrelas, da nave, e é até sem sentido! Perceba que no Switch toda a parte das estrelas e da S.S. Drake fora da caixa de texto azul continuam com forte desfoque, tirando o brilho e definição do belíssimo trabalho da versão original de WiiU.

Se fizermos “check-in” com Alph, não temos diferenças a não ser de texto. Finalizamos as imagens com essa parte do game visualmente inalterada. Pode ser um momento de respiração, mas no WiiU o Alph é ligeiramente maior.

Jogando esse primeiro dia, tive a impressão de gostar mais da versão original do WiiU por diversos detalhes como as mudanças visuais nas texturas, menor definição e o abuso do efeito desfoque. Nada que atrapalhe a jogabilidade e a demo, que está sensacional! Volto em breve com o dia 2 para comentar especificamente sobre o novo modo multiplayer cooperativo na história, as conquistas e mais. Enquanto isso, encorajo a todos fazer o download da demo na eShop, experimentar por si mesmo e, claro, vir comentar aqui qual sua impressão do jogo!

Parabéns novamente a Nintendo! Tem que lançar o jogo no Switch mesmo, pois o WiiU não teve audiência suficiente para esse jogo brilhante ficar esquecido em um console que teve seus fãs, teve seus jogos incríveis, mas não conseguiu trilhar a linha tênue do sucesso entre o quanto o mercado está preparado para seu produto e o quanto seu produto está preparado para o mercado.


E você, o que achou? Sentiu essas diferenças também? Concorda? Viu mais alguma? Manda seu comentário aqui embaixo!

Hebert Blaese
Gamer desde 1986, Nintendista desde 1993 com o SNES, dono dos meus próprios games desde 1996 quando troquei meu SNES por um Nintendo 64 e aí a história passa pelo GameCube nacional, Wii, Wii U, todos os modelos de 3DS (até furtarem todos com todos os jogos) e, finalmente, o Nintendo Switch. Sempre tive consoles da Nintendo, mas estou sempre atento ao mercado inteiro de games. Estou contribuindo aqui com o ProjectN e tenho meu canal do Youtube herbNgames. Confere lá e até a próxima!