fbpx
Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Jogos em Nuvem, tendência?

Jogos em Nuvem, tendência?

Jogos em nuvem são a grande aposta da indústria dos games. O jogo em nuvem , nada mais, nada menos, que manter os arquivos do game em um servidor, e o usuário compra o acesso a esses arquivos. O ponto positivo é que o download se torna insignificante, uma vez que apenas baixamos arquivos de acesso, porém o link com a internet tem que ser, no mínimo, constante.

A Google tem investido nesse serviço do streaming com o Google Stadia, a Microsoft também tem investido nesse estilo de jogo. A Nintendo não ficando de fora, anunciou e lançou jogos, vejo como jogos teste, no caso de Control e Hitman 3. Tive o prazer de jogar Control, que esta com período teste gratuito, e realmente faz jus a ser um dos jogos mais premiados de 2019.

Agora, falando do nosso amado Switch, muito se pergunta se dará certo esses jogos em nuvem. Levantando argumentos como “a proposta do Nintendo Switch é portabilidade”, “o foco do console são jogos local”, “a necessidade de internet prenderá o usuário a conexão, vai ficar igual aos console de mesa”, “o Switch não possui uma placa de rede tão boa quando outros consoles”.

Jogos em Nuvem, tendência?

Respondendo esses argumentos posso afirmar que a experiência que tive com Control foi muito boa, jogo rodou constante e com boa resolução, minha conexão não é essas coisas toda e não tive problemas. Realmente esses jogos em nuvem nos prenderá a conexão, porém eles podem vim como mais uma opção. Com esses dois exemplos podemos ver que o Switch está competitivos as tendências, não ficando obsoleto.

Acredito que teremos mais jogos em nuvem, Resident Evil 7 já foi anunciado, e que os rumores de um Switch pro seja justamente um upgrade de hardwares do Switch para se firmar nas tendências de jogos em 4k e jogos em nuvens, porém não será um substituto para o Switch atual, uma vez que o mesmo se mostrou competitivo as tendências do mercado.


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]