fbpx
Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Você com certeza conhece a série Paper Mario, mais um spinoff dentro do universo do Super Mario, dessa vez utilizando elementos de RPG, chegando para dar sequência ao querido Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars, lançado lá para o Super Nintendo.

Paper Mario porém, como o nome sugere, possui visuais que nos leva a entender que estamos jogando com personagens de papel em mundos feitos de papel, cartolina, papelão e afins! Mas, será que você conhece as curiosidades por trás da série? Pois é sobre isso que nós vamos falar agora!

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Então, bora falar de Paper Mario!

1 – Paper Mario se chamaria Super Mario RPG 2

Como já dito, Paper Mario veio para dar continuidade ao Super Mario RPG.

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Para quem não conhece, Super Mario RPG foi um jogo lançado no finalzinho da vida do Super Nintendo, quando o Nintendo 64 já estava com tudo no mercado. Como o nome sugere, era um jogo de RPG com os personagens do Mario, mas mais do que isso, era um jogo desenvolvido pela então Squaresoft, antes de ela abandonar a Nintendo e ir para a plataforma Playstation por conta de todo aquele rolo com cartuchos e as brigas do passado.

E lançado o jogo, Super Mario RPG foi tão bem recebido pelo público – e de fato é um jogo muito amado até hoje – que os fãs queriam mais de Mario RPG, e foi daí que veio a ideia de criar o então Super Mario RPG 2, só que agora desenvolvido sem a Square. O jogo então acabou se tornando Paper Mario, por razões de, bem, o jogo literalmente simula o Mario de papel. Mas isso no ocidente. No Japão, Paper Mario foi chamado de Mario Story!

2 – Os visuais em papel

E já que eu falei sobre os visuais e tal, do Mario de papel, vamos então destacar aqui os visuais do jogo!

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Paper Mario veio como uma espécie de sequência para Super Mario RPG, que é um RPG, e qual é uma das partes mais importantes de um bom RPG? A sua história! E então, o jogo tinha que ter bastante foco nisso. E para ajudar, os elementos visuais do jogo simulavam um livro pop-up, daqueles que você abre as páginas de um livro e os visuais saltam. Isso veio a definir os padrões visuais da nova série. Com esse novo elemento, o jogo estava sugerindo ao público que a narrativa do game estava mais em foco do que nunca!

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Bom, isso é parte da história, mas parece que originalmente a Nintendo tinha uma idéia de utilizar visuais mais voltados para os gráficos de Super Mario World, mas, por conflitos com a Square, que lembrando, havia saído brigada das plataformas Nintendo, a idéia do jogo teve de ser alterada, e graças a um desenho que o designer Naohiko Ayama criou do Mario baseado em livros infantis, surgiu então a ideia do Mario de papel.

3 – Inicialmente o jogo era muito focado em história, mas isso pode mudar

Como já dito, uma das ideias centrais do jogo era focar na história e na narrativa do game. Entretanto, isso estava levando a série Paper Mario para locais muito distantes do universo de Mario, algo que já era latente no terceiro título de Paper Mario, o Super Paper Mario para o Wii.

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Desde então, a partir de Paper Mario: Sticker Star para o 3DS, o diretor do jogo Kensuke Tanabe passou a evitar histórias muito complicadas. Ele cita como exemplo Color Splash, a edição de Paper Mario para Wii U, em que ao invés de utilizar histórias complicadas, para não se afastar do universo do Mario, ele preferiu optar por eventos mais memoráveis. Ainda, Tanabe acrescenta que, desde Sticker Star não é mais possível modificar os personagens do universo do Mario ou criar personagens originais.

Bom, talvez isso explique porque os fãs de Paper Mario sempre exaltam The Thousand Year Door, a edição de Game Cube, e reclamam tanto das edições do 3DS para frente. Mas se você for um grande fã da série Paper Mario, me conte nos comentários o que mais lhe incomoda, ou se você gosta dos jogos como eles são e, ou, não se importam com as mudanças de gameplay a cada nova edição!

4 – Os sistemas de jogo

E falando em mudanças acrescentadas a cada novo título, há uma entrevista concedida por Tanabe no contexto de Origami King, o novo título da série para o Nintendo Switch!

Ele diz que, ao continuar uma série de jogos, é muito mais fácil recuperar o básico de um sistema de jogo existente, em vez de criar novos sistemas para cada nova sequência. 

Mas que não é assim que você cria novas experiências ou surpresas inesperadas. E que como designer de jogos, ele quer oferecer novas experiências e surpresas aos nossos fãs, e que por isso sempre se desafia a criar algo novo.

E assim, e ele vai reutilizando os sistemas antigos e os desenvolvendo até que sinta que já atingiu todo o seu potencial para então mudar para algo diferente.

Tanabe ainda acrescenta que ele e sua equipe de desenvolvimento nunca consideram se devem ou não implementar um sistema baseado em Party, ou seja, com um grupo de personagens, como alguns outros jogos de RPG.

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Durante o desenvolvimento de Paper Mario: The Origami King, eles decidiram criar momentos mais memoráveis se Olivia e os outros personagens cujo Mario se unisse pelo caminho. Em outras palavras, primeiro eles determinariam quais elementos são necessários em um jogo e depois descobririam como implementá-los e programá-los. 

Bem, indo por essa entrevista acho que é seguro assumir que a cada novo título da série Paper Mario, novidades e novas mecânicas de gameplay serão introduzidas, né?

5 – Sistema de Fases?

Pois é! Apesar de estarem sempre tentando implementar novidades de gameplay, há uma coisa que a equipe de desenvolvimento de Paper Mario trouxe de volta, pelo menos por dois títulos, resgatando lá de Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars:

Você sabia? Conheçam 5 curiosidades sobre a série Paper Mario

Em Paper Mario Sticker Star, para o 3DS, e Paper Mario Color Splash para o Wii U, o mapa do mundo funciona no melhor estilo de escolher fases!

Conforme você completa uma área, novas áreas do jogo são abertas para explorar, e você pode navegar entre essas areas como se estivesse escolhendo fases lá em Super Mario Bros 3.

Vimos isso em Super Mario RPG, e de novo em Sticker Star, e então, também em Color Splash!.

E antes de terminar, vamos contar algumas, rapidinhas, sobre a série Paper Mario!

Prontos?

1 – O Super Paper Mario do Wii originalmente seria um jogo exclusivo de Game Cube, mas acabou sendo movido para o Wii para aproveitar os controles de movimento do console.

2 – O Paper Mario original do Nintendo 64 estava inicialmente em desenvolvimento para o periférico 64DD, mas a ideia foi descartada e o jogo foi movido para o console base, já que o periférico não deu certo.

3 – Super Paper Mario, a versão do Wii, possui diversos inimigos nunca utilizados encontrados em seus dados internos. Muitos desses inimigos viriam direto do primeiro título da série para o Nintendo 64.

4 – Paper Mario The Thousand Year Door, o jogo do Game Cube, originalmente ira se chamar Paper Mario 2. O título foi revelado em imagens vazadas do início da produção do jogo.

5 – No primeiro título da série (o de Nintendo 64) há um diário do Luigi em que, se você ler, você descobre que Luigi diz o quanto deseja ter seu próprio jogo, e que ele tem muito medo de fantasmas. Bom, parece que o desejo dele foi realizado em Luigi’s Mansion, mas pro azar do irmão do Mario, o tema do seu jogo é justamente o de… Casas Assombradas!

E aí, conheciam essas curiosidades? Não? Me conta aí nos comentários. Até a próxima!


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]