Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Antes tarde do que nunca - um treinador Pokémon novato

Antes tarde do que nunca – um treinador Pokémon novato

Imagine alguém morando em Paris e redondezas e nunca ter ido visitar a torre Eiffel. Imagine alguém ter um smartphone e nunca ter tirado uma foto. Essas coisas parecem totalmente avessas à realidade porque são coisas comuns, simples. “Absurdos” como esses existem… (eu moro no Rio de Janeiro e nunca fui ao Cristo, sei lá, ele tá lá paradão e na hora que eu quiser, e se eu quiser, eu vou… kkkkk) Disse esse monte de asneiras pra introduzir uma grande blasfêmia: EU NUNCA TINHA JOGADO POKÉMON! É amigos… você que é fã tem o direito de pensar:” como um fã de Nintendo nunca jogou Pokémon?!?”  

Antes tarde do que nunca - um treinador Pokémon novato

Eu vi o ‘desenho’ passando na TV (sim, desenho! Quando criança não tinha essa de anime, cartoon… tudo era desenho) e sempre achei maneiro demais Ash e seu inseparável Pikachu. Eu adorava todos os outros, sobre tudo o Charizard. Eu tive um álbum, algumas cartinhas e bonequinhos… eu realmente gostava de assistir Pokémon, mas jogar era outra parada. 

Sempre olhei pra jogos com batalhas em turno com desdém. Eu nunca quis jogar jogos assim, porque meu estilo de jogo favorito sempre foi ação/aventura e batalhas em turnos sempre me pareceram monótonas, na minha cabeça deviam ser tão paradas que beiravam a chatice.  

O tempo passa e a forma de enxergarmos as coisas geralmente muda. Estava eu jogando um jogo que não tinha nada a ver com Pokémon com meus amigos quando o assunto Pokémon surgiu. Na ocasião eu mencionei que não havia jogado ainda e meus amigos disseram que eu ia gostar e falaram muito bem da franquia (coisa que realmente não esperava deles… rs). A semente ficou plantada em minha mente. Algum tempo depois tive a oportunidade de poder jogar Pokémon Shield e decidi dar uma chance. 

Antes tarde do que nunca - um treinador Pokémon novato
renda-se agora ou prepare-se para lutar!

Ainda bem que dei uma chance. Eu fui jogar com a expectativa lá em baixo e me surpreendi muito positivamente. Eu não parava de jogar!! Digo outra vez: videogame é pra se divertir! E esse jogo me proporcionou muita diversão. Várias estratégias diferentes para se ganhar uma batalha ou tentar capturar o monstrinho selvagem. Os ginásios foram legais… um pouco fáceis no começo, mas depois ficaram mais equilibrados. São muitos Pokémon diferentes pra capturar, o que é bom. O nível de progressão e evolução é satisfatório. O mapa é grande e com umas áreas interessantes. 

Antes tarde do que nunca - um treinador Pokémon novato
a Gamefreak fazendo sword and shield

Contudo não sou cego e nem bobo. O jogo tem um zilhão de defeitos. Com o dinheiro que a Pokémon Company tem, ela e a Gamefreak deveriam ter feito algo muito mais caprichado. Faltou polimento em diversas vezes, gráfico beeeeem sem vergonha, movimentação dos NPC’s por vezes esquisitas e o que mais ficou feio pra mim foi não ter muitas animações legais na hora do combate. Tem golpes que o Pokémon mal se mexe! Todo duro! Ai não né GameFreak! Eu realmente ligo é para gameplay, mas o resto do jogo tem que ser bem feito também…  

Apesar de muitos defeitos, a diversão se faz presente. Devido a isso adquiri as expansões e estou jogando-as no momento. Sobre elas não posso dizer muito pois estou no começo, mas o que já gostei foi a aparição de monstrinhos das antigas… confesso que dei um belo de um sorriso quando comecei a encontrá-los. E um sorriso maior ainda dei com a “Pokémon direct” que foi feita a poucos dias – dois anúncios que gostei muito e que com certeza me farão mergulhar ainda mais nesse universo. 

Antes tarde do que nunca - um treinador Pokémon novato

Que bom que nunca é tarde para dar o primeiro passo. 


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]