Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio

Two Point Hospital: JUMBO Edition – Gerenciar e se divertir é o melhor remédio

Um jogo essencial para amantes de jogos de Gerenciamento/Simulação. Two Point Hospital JUMBO Edition é o sucessor espiritual de Theme Hospital e traz conteúdo para jogatinas intermináveis.

Este mês tivemos o lançamento do Two Point Hospital: JUMBO Edition, o simulador de gerenciamento de hospital cômico da SEGA Europe e Two Point Studios. Esta versão inclui o jogo base, quatro expansões e dois pacotes de itens, ao total são 27 hospitais, 189 doenças e muitos itens para colocar nos hospitais. Cada expansão leva os jogadores a novas áreas, com novas doenças e desafios específicos da região.

O jogo foi projetado e desenvolvido por alguns dos criadores de Theme Hospital, por isso a semelhança absurda, e chega como um sucessor espiritual do clássico jogo dos anos 90 que fez parte da vida de muita gente, inclusive a minha.

Nada está sob controle

Two Point Hospital é um jogo de simulação/gerenciamento. Basicamente você deve controlar um hospital e certificar que todos os funcionários (médicos, enfermeiros, assistentes e zeladores) estejam executando um bom trabalho e que a maior quantidade possível de pacientes sejam curados de suas doenças. O conceito do jogo é bem simples e é fácil pegar a mecânica do jogo: Construir, Contratar e Curar!

Porém, nada é tão simples quanto parece, você lida com diversas doenças, pessoas com personalidades diferentes, funcionários insatisfeitos, falta de espaço, filas intermináveis, contratação atrás de contratação, hospital cheio, reputação do hospital subindo e descendo, pacientes entediados, terremotos e até mesmo fantasmas de pacientes mortos. Resumo: você lida com o caos o tempo todo e nada está sob o controle!

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio
Todas as salas trazem um lado cômico que é muito explorado no jogo

É realmente um caos, são muitas as doenças e salas a serem criadas. O jogo vem com um conteúdo astronômico, são diversas salas médicas que variam desde “Casinha de Cachorro”, utilizada para curar pacientes que se transformaram em cachorros, até psiquiatria. São diversas salas e cada um tratando os pacientes da maneira mais cômica possível.

Antes de prosseguirmos com a análise vamos desbravar a JUMBO Edition e entender o que vem nela?!

Desbravando a JUMBO Edition

Esta versão vem com muito conteúdo. É tanto conteúdo que será necessário muitas horas de gameplay para que você conheça os detalhes das expansões, visto que cada uma delas traz consigo diversos hospitais e introduz mecânicas novas. Veja abaixo a descrição de cada uma das expansões que compõe a JUMBO Edition de Two Point Hospital:

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio

Bigfoot leva você para a região invernal de Pointy Mountains por lá você irá curar novas doenças como Ombro Frio, Gripe do Bardo e Aurora Surrealis.


Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio

Na ilha de Pebberley você começa suas aventuras nos recifes de Pebberley, antes de entrar em um país denso e inexplorado em Overgrowth para finalmente conquistar a impressionante Topless Mountain enquanto tenta desvendar o segredo perdido da juventude eterna.


Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio

Em Contatos Imediatos, os rumores de um encontro fora deste mundo persistem. Lide com conspirações, instalações secretas e doenças mais incomuns como Fricção Científica e Extraterrestrite.


Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio

Em A Tranquilidade do Campo, você gerenciará novas mecânicas de jogo em sua rota para o sucesso ecológico. Visite a primeira cidade sustentável do Condado de Two Point, faça jardinagem e não pegue nenhum Nariz de Raiz  ou Dedos Verdes!


Além das expansões, a versão vem com alguns pacotes de objetos, elevando o nível de personalização dos hospitais em um nível absurdo. Dá para criar hospitais temáticos com diversos objetos.

Progressão imersiva

Se tem algo que Two Point Hospital fez bem feito é a progressão. Ela ocorre de forma proporcional e muito bem dosada. O jogo em si é bem repetitivo, não tem muito o que fazer em sua essência, basicamente devemos construir estruturas, contratar e cuidar de funcionários, porém a forma como o modo história vai te apresentando às novas salas e recursos é extremamente satisfatória.

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio
Tela de seleção de hospitais

Vocês provavelmente já jogaram alguns jogos e sentiram que a progressão não era recompensatória, tendo que fazer muita coisa para conseguir o mínimo? (Jurassic World Evolution essa é para você)
Ou também já jogaram algum jogo que fez o contrário e soou como fácil demais e você acabou não conseguindo explorar todos os recursos do jogo, visto que você desbloqueou tanta coisa tão rápido que não deu tempo de usar?

Esse problema não acontecerá jogando Two Point Hospital, os recursos são apresentados de forma sequencial e proporcional. O que é excelente, principalmente para jogos de gerenciamento/simulação. Imagina só ter que lidar com o caos do hospital e ainda ter que conciliar diversos conteúdos soltos!?!

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio
Cada sala será desbloqueada de forma gradual

O jogo possui um sistema de troféus interno, que premia o jogador com a moeda do jogo, realizando tarefas como “Regar 100 plantas” te dará moedas do jogo que poderão “comprar” desbloqueio de itens e personalização para salas e funcionários (sim, você pode trocar o uniforme dos seus funcionários e também colocar pisos e paredes diferentes em cada sala).

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio
Metas de carreira (acumulativas)

Além de desbloquear salas e itens de maneira ideal e possuir um sistema de troféu interno, não posso deixar de ressaltar o “Óscar da Medicina”, uma premiação que ocorre anualmente (no ano do jogo) que entregará prêmios aos melhores de cada categoria, como “Hospital do ano”, “Funcionário do ano”, “Nenhuma Morte” (esse inclusive é um prêmio que eu nunca venci)…

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio
Cerimônia de premiação

Treinando e especializando

Algumas salas precisarão de “especialistas” para atender, outras não são necessárias mas com um especialista a chance de curas são maiores. Na hora de contratar um funcionário, é importante verificar o “conhecimento” daquele funcionário e todas suas “expertises”, logicamente os funcionários com maiores habilidades custarão um salário maior e um funcionário sem nenhum conhecimento avançado te custará bem menos.

Com a progressão do modo história você desbloqueará a sala de treinamento e poderá capacitar seus funcionários para executar diversas funções. Durante a jogatina você precisará treinar médicos psiquiatras, enfermeiros especializados em injeções, zeladores com habilidade de capturar fantasmas, assistentes com conhecimento de marketing…

Conclusão

Two Point Hospital te fará jogar dezenas de horas, para “zerar” o game com as DLCs serão necessárias dezenas de horas (mais de 60 horas facilmente). O jogo chega para nós com disponibilidade do português brasileiro, o que facilitará muito para a maioria dos jogadores.

É possível adquirir através da eShop brasileira por R$199,50. Se você curte jogos de gerenciamento vale a pena sim comprar, visto que o fator replay do jogo é excelente. Você vai querer jogar e jogar sem parar, principalmente o modo Sandbox que te permite personalizar sua partida e te dá liberdade para construir o hospital dos seus sonhos sem limite de criatividade.

Two Point Hospital: JUMBO Edition - Gerenciar e se divertir é o melhor remédio
Modo Sandbox

Porém nem tudo são flores, o jogo crashou comigo algumas vezes no Nintendo Switch, normalmente quando eu tentava entrar em um hospital novo ou criar uma partida nova no modo sandbox, por sorte não perdi nenhum save com este problema, mas confesso que fiquei receoso e sempre lembrava de salvar durante as intermináveis partidas em busca das três estrelas. Algumas coisas também não são muito intuitivas, por exemplo, tive dificuldade com a limpeza dos hospitais e a moral dos funcionários. Em nenhum momento tive uma “instrução” clara de como deixar o hospital limpo (mesmo com muitos zeladores tive problema em manter um hospital limpo) e como aumentar a moral dos funcionários, mesmo isso sendo cobrado em uma missão.

A performance no Switch também falha em alguns momentos. O Switch dá algumas travadinhas e fica lento em alguns momentos, o que reforçou ainda mais a minha insegurança e o medo do jogo crashar durante a partida e eu perder o meu save. Espero que isso seja corrigido em alguma atualização futura, visto que em alguns momentos as “engasgadas” chegam a incomodar.

Trailer de lançamento
8.1 / 10 Nota Final
Prós
- Muitas horas de gameplay
- Tradução em português brasileiro
- Progressão bem definida
- Muito conteúdo
- Gameplay cômica
Contras
- Pode soar muito repetitivo para quem não curte muito o gênero
- Está "engasgando" e crashando no switch
Resumo
Um jogo essencial para amantes de jogos de Gerenciamento/Simulação. Two Point Hospital JUMBO Edition é o sucessor espiritual de Theme Hospital e traz conteúdo para jogatinas intermináveis.
Design
Trilha Sonora
Diversão
Gameplay
Custo x Benefício

[Nota do Editor: Two Point Hospital foi analisado a partir da sua versão para Nintendo Switch. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela Theo Games para avaliação.]


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]

Paulo Victor
Gamer mineiro apaixonado pela Nintendo desde criança. Acredita que Pikmin 4 chegará em um futuro próximo. Instagram: @pvgm91 Twitter: @_paulo_victor F.C: 6972-9848-6184