Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
A misteriosa história da fita amaldiçoada de Pokémon Creepy Black #CoelhoMistérios

A misteriosa história da fita amaldiçoada de Pokémon Creepy Black #CoelhoMistérios

Continuando a série #CoelhoMistérios aqui no portal Project N, a história de hoje fala sobre um conto obscuro de uma creepypasta de Pokémon Red and Blue. Ela se chama Pokémon Creepy Black. A história original foi postada em fóruns da internet por um autor desconhecido. Você pode ler a história original na sessão de CreepyPastas da Wiki.

Vídeo original de 21/04/20

David é aquela pessoa que você pode dizer que ama jogar jogos piratas de Pokémon. É um gosto um tanto peculiar, eu diria. Mas ele se divertia muito rindo das legendas erradas e nos erros grotescos dos jogos. Ele adorava jogar as versões alternativas de Pokémon Diamond & Jade, Chaos Black. Ele ficava surpreso de saber que era fácil achar esses jogos em vendas de garagem e sebo.

Porém, David achou uma versão que mudaria a sua vida. 5 anos atrás, ele estava passeando por um mercado das pulgas, quando achou a versão preta de Pokémon. Ele ficou maravilhado com aquilo, ele já tinha lido histórias e visto vídeos.

Era esse jogo que ele queria!

O jogo começou com a familiar introdução de Nidorino e Gengar da versão Red and Blue. No entanto, a tela press start estava diferente. Não era o jogo que ele havia jogado. Red estava lá, mas estava escrito “Versão Black” no logotipo do jogo. Apesar de achar isso estranho, David prosseguiu. Selecionou um novo jogo e tudo começou como devia. Ele se maravilhou ao ver o discurso do Professor Oak. David logo se deu conta de que era a versão Red do jogo.

David ficou um pouco assustado quando ele precisou escolher o seu Pokémon iniciante. Tinha lá sim, os três clássicos. Bulbassauro, Charmander e Squirtle. Só que tinha um outro Pokémon novo. Isso mesmo, um outro Pokémon. E o nome dele era Ghost. E David não teve dúvidas! Ele selecionou Ghost. Quando ele começou a jogar e iniciar as batalhas, ele percebeu que outros Pokémon estavam com medo de Ghost. 

“Este Pokémon está muito assustado para me mover”, apareceu na tela quando David entrou em um ginásio. Mas não era com todo Pokémon que ele podia utilizar esta magia. Às vezes funcionava, às vezes não. Era tudo incerto para David. Mas a vontade de continuar era grande! Quando ele conseguia batalhar com algum deles, era uma alegria!

Em uma dessas batalhas, David tentou usar a habilidade Curse. Só que a tela ficou preta! Tudo parou. David só conseguiu ouvir o gemido de dor do outro Pokémon com quem ele duelava. David percebeu que se ele usasse essa habilidade contra treinadores, a quantidade de Pokébolas desse treinador diminuía. Só podia ser uma coisa: o Pokémon estava morto.

A situação piorou para David quando terminou as quatro batalhas do Elite Four. Depois de ver o hall da fama com os Pokémon que ele havia coletado e Ghost, a tela ficou preta novamente. David ficou assustado, não era isso que deveria acontecer. Depois de um tempo, os dizeres anunciaram “Muitos anos depois…”.

David percebeu que seu personagem estava novamente na Lavender Tower. Mas ele não estava novo. Ele tinha virado um senhor de idade. Para piorar a situação, este senhor estava olhando para algumas lápides. O jogo permitia que David movesse o personagem, mas ele tinha metade da velocidade de antes. David tentou acessar a Pokédex, mas ela estava vazia. Não tinha nenhum Pokémon lá, ele tinha perdido todos! Até mesmo… Ghost.

O mundo estava vazio, não havia pessoas, só o personagem de David. Ele podia ir aonde quisesse, livremente, explorar por aí. Mas para quê? Não havia mais ninguém. Estava tudo vazio e seu personagem se movia muito devagar. Nesse momento David teve uma ideia. E se ele voltasse ao local de origem do jogo? Foi isso que ele fez. David voltou à Pallet Town.

Ao entrar em sua casa, o jogo ficou novamente com uma tela preta. E o jogo começou novamente. Só que agora a forma do Pokémon que era o Ghost, era substituído toda hora. Uma hora ele era um Weedle, outra hora um Pidgey. David ficou assustado. Não era possível. Eram todos os Pokémon que ele tinha utilizado a habilidade Curse. Eram eles mesmos! E na mesma ordem! David estava chocado com o que via, mas continuou jogando.

Ao percorrer as cidades, era possível ouvir que a música que estava tocando mudava de tom toda hora. De repente, uma cena de batalha aparece. Só que o treinador de David novamente era um homem velho e ele novamente estava sem itens.  O treinador de David havia virado o mesmo senhor que ensinava a capturar Pokémon em Viridian City. Sim, era ele mesmo!

Só que do lado dele, para a surpresa de David, estava Ghost. E na tela apareceram os dizeres “Ghost deseja lutar”. David não tinha itens. Ele não tinha Pokémon. Mas ele não podia correr da luta! Só o botão Lutar estava funcionando. Foi inútil. David estava liquidado. Faltando um fio para o fim, Ghost decide usar a habilidade Curse.

A tela ficou preta pela última vez. David tentou reiniciar seu Game Boy, mas o progresso não estava salvo. Ele só podia começar um novo jogo e nada mais. David tentou outras vezes seguir os mesmos passos do progresso que ele tinha feito. Ele até tentou não usar Ghost nas batalhas. Só que o jogo não progredia se ele não usasse esse Pokémon. Tudo era em vão. O jogo queria que ele usasse Ghost. Será que esta versão hackeada estava tentando passar alguma mensagem para as pessoas? O que será que aconteceu com aqueles Pokémon que Ghost matou? 

Nunca saberemos! Para piorar a história, David não sabe o paradeiro deste cartucho, pois ele perdeu ele anos atrás quando se mudou. Há quem diga que esse cartucho está a venda no eBay, mas quem teria coragem de comprar?


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]