Resultados trimestrais destacam a grandiosidade de The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom

Resultados trimestrais destacam a grandiosidade de The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom

Já são quase 3 meses após seu lançamento e The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom continua a nos surpreender seja em sua jogabilidade ou mesmo em seus números comerciais.

Hoje, dia 3 de agosto, a Nintendo compartilhou dados dos seus números comerciais (basta clicar aqui caso queira ver) referentes aos resultados trimestrais (abril a junho) que demonstram o quão gigante tem sido os números da nova aventura de Link.

O game atingiu incríveis 18,51 milhões de cópias vendidas até o dia 30 de junho, mais da metade de vendas do seu antecessor, Breath of the Wild, que conquistou o número de 30,65 milhões de cópias em mais de 6 anos desde o seu lançamento. Um dado curioso compartilhado pela Nintendo, é que Tears of the Kingdom representou quase metade das vendas de todos os softwares da empresa nesse período e que acabou impulsionando também a venda do seu antecessor.

Ainda é destacado pela empresa que foi o maior período trimestral referido do Switch em relação a jogos first-party, novamente, muito em parte graças a Zelda. A venda de softwares em geral, teve um aumento significativo de 26.1% também em relação ao mesmo período do ano anterior.

Resultados trimestrais destacam a grandiosidade de The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom

Observando as imagens referentes a divulgações de dados, é possível analisar que a Nintendo teve um aumento no seu número de vendas referentes ao seu hardware com 13.9% de aumento, apesar de uma queda de 51,3% do Nintendo Switch padrão e 26,7% referente ao Switch Lite. Mas como teve um aumento de vendas se tanto o padrão quanto o Lite registraram quedas significativas? Mais uma vez, isso pode ser associado a Tears of the Kingdom, que com sua edição temática para o Oled, resultou em um aumento de incríveis 86.3% de vendas do modelo mais avançado como um todo, como demonstra um trecho do próprio relatório, citado abaixo.

O gráfico… mostra a venda global de hardware de abril a junho. A venda global de hardware no primeiro trimestre aumentou em comparação com o mesmo último trimestre do ano fiscal, ajudado pelas vendas do Nintendo Switch ‒ OLED Model, incluindo Nintendo Switch ‒ Modelo OLED – The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom Edition, lançado no final de abril.

O que chama atenção sobre os números é o quão grande foi a marca Zelda em termos comerciais. É claro que a franquia é estabelecida como uma das que mais entrega no quesito qualidade, rendendo clássicos relembrados por anos no mundo gamer. Porém, nenhum jogo de sua franquia se encontra entre os que mais venderam na história (isso levando em conta todos os consoles) . Um exemplo que pode demonstrar isso, é justamente com Breath of the Wild, que com 4 anos de lançamento, tinha atingido a marca de 22.28 milhões de cópias vendidas e em apenas 2 meses, Tears of the Kingdom já conseguiu 83% desse número. É algo incrível o patamar que a franquia vem alcançando.

Algo muito interessante também de se observar foi se relacionando a franquia Mário e as consequências advindas do sucesso do filme. Como se sabe, o filme é (até o presente momento) a maior bilheteria dos cinemas em 2023, obtendo um lucro de 1 bilhão e 349 milhões de dólares, de acordo com dados do IMDB, levando um total de 168 milhões de pessoas ao cinema. Isso resultou numa maior procura a marca Mário, tendo um aumento significativo nos números de vendas dos jogos e até mesmo dos jogos móveis, aplicativos e qualquer conteúdo relacionado a franquia. Isso resultou em um aumento incrível de 190% referente a vendas do segmento móvel da Nintendo. Segue trecho abaixo relatando sobre:

Além disso, o maior interesse do consumidor em Super Mario está tendo efeitos positivos em uma ampla gama de campos, incluindo vendas crescentes de títulos relacionados ao Mario, e vendas de aplicativos e mercadorias para dispositivos inteligentes.

Não é difícil imaginar o porque de a Nintendo planejar dois grandes títulos para esse segundo semestre não é mesmo?

A Nintendo também expôs que mesmo tendo um número menor de vendas de Hardware, ela permaneceu com a mesma margem de lucro em comparação com a divulgação anterior, conforme relatado abaixo:

Embora a proporção de vendas de hardware tenha diminuído e a proporção de vendas de software primário tenha aumentado, nossa margem de lucro bruto permaneceu no mesmo nível ano a ano. Isso se deveu em parte à menor proporção de vendas digitais e Nintendo Switch ‒ Modelo OLED, que tem margem de lucro menor que os demais modelos da família de sistemas Nintendo Switch, respondendo por uma maior percentual de vendas de hardware.

Para finalizar, uma curiosidade sobre qual região consome mais, produtos Nintendo, tendo as Américas um grande destaque, concentrando quase metade das vendas com quase 44.6% e uma diferença grande para a Europa, a segunda coloca, com 22.9%. Aos que podem se perguntar, no relatório divulgado não há como saber o peso do Brasil nos números divulgados.

Um grande entusiasta da Nintendo, "fanZeldaboy" e confesso dono de um sofisticadíssimo sotaque nordestino visse?
Coroa Coroa, Folha Folha, Flor Flor