Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Meus amigos, Julho foi insano! Nós jogamos 12 jogos ao longo do mês, entre a equipe do canal Coelho no Japão, e agora é a hora de juntar tudo nessa série que VOCÊS tem dado um apoio incrível e tem nos incentivado a nos dedicar cada vez mais.

Senhoras e senhores, vamos pra edição de Julho do nosso quadro de Tier List e notas de jogos do Switch!

1- Destaques mostrados no canal

Todos os jogos desta seção podem ser encontrados no meu canal, ou com uma gameplay, ou análise, e se não tiver, é porque ainda estamos preparando! Começando pelo jogo que fez o mês mostrar sua força desde o início:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin

Preço: R$250,00 / US$50,00 nos EUA
Português: Sim
Selo: Destaque multiplataforma

Comentário: Com uma história bem trabalhada, músicas ótimas, mapas excelentes, batalhas incríveis e estratégicas, e tudo isso com direito a legenda em português, Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin chamou a atenção de muitas pessoas, e não foi à toa. O título faz parte do projeto de redenção da Capcom em seu apoio ao Nintendo Switch, trazendo mais um jogo de grande porte e mostrando que a plataforma tem muito a oferecer. Apesar das incessantes comparações com Pokémon, esse jogo é justamente o que mostrou que Catch Monsters (ou monster tamings) não precisam seguir a fórmula dos monstrinhos de bolso, sendo sim um jogo do mesmo sub-gênero, mas bem original. Há muito o que se fazer aqui, e você deveria fazer, pois vale muito a pena.

Tier: S. O jogo se consagra como um dos J-RPGs mais parrudos do console, e não é só grande, mas é também ótimo, ao menos o suficiente pra encabeçar sua tier S.

Vamos contar a tier agora de um jogo que eu espero muito que vocês tenham visto!

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

A Lenda do Herói

Preço: R$50,00 / US$15,00 nos EUA
Português : Sim
Selo:
Destaque Cômico

Comentário: Caso não tenham visto, vocês precisam ver a nossa análise cantada de “A Lenda do Herói”! Foi uma homenagem além de análise. Mas além disso, pelo vídeo linkado as pontuações pro jogo podem ser vistas, então, apenas enfatizando, é um jogo muito bem feito com a incrível proposta de cantar seus acontecimentos durante a gameplay. A dinâmica que os novos itens dão ao gameplay é sempre muito bem-vinda, e os coletáveis vão garantir que o público mais exigente tenha um “extra” mais desafiador. Compre a lenda do herói, essa é a nossa dica!

Tier: B+. Está tudo em seu lugar e a proposta cantada é excelente, o que o classifica na, já exigente, Tier B+ para jogos indies. Só não é A ,pois, no fim, ainda é um action plataforming bem simples. Extremamente bem executado, mas ainda assim simples.

Agora vamos para o jogo que vocês mais podem concordar ou discordar, pois está todo mundo jogando:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Pokémon Unite

Preço: Grátis
Português: Não
Selo: Para viciar

Comentário: Grátis, fácil de aprender, pode ser jogado com amigos, bons Pokémon no início e um spin off que aproveita extremamente bem seu universo. Pokémon Unite é um jogo que caso você tenha comprado seu Switch hoje, é um forte candidato a “tem que ser o primeiro jogo grátis que você deve baixar”. Entretanto, a aclamação do jogo só poderá ser feita com certeza no futuro, pois é lá que avaliaremos o quão bem atualizado, balanceado e movimentado ele será. Eu realmente creio que no futuro ele possa se encaixar numa Tier S, pois tem tudo pra dar certo, mas um mês após o lançamento, ele está mais para:

Tier:  A+. Poucos Pokémon, skins e eventos, tornam o jogo ainda meio cru, o que é perdoável, pois esse tipo de jogo é para ser constantemente atualizado mesmo. Esse A+ na temporada que vem provavelmente já terá se tornado S!

Se um depende do futuro, a qualidade desse aqui já estava garantida no passado:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

The Great Ace Attorney Chronicles

Preço: R$170,00 / US$40,00 nos EUA
Português: Não
Selo:
Melhor jogo pra um público específico

Comentário: Alguns jogos do 3DS estão renascendo no Switch e se fizéssemos uma lista de desejos, com certeza, os dois “The Great Ace Attorney” não estariam entre as primeiras opções, já que o jogo sequer veio para o ocidente. Tolos que somos. A junção dos dois jogos portáteis tornaram esse um jogo de destaque no Switch. Em nossa preview nós destacamos os motivos que fazem desse um dos melhores títulos third party do ano, com dezenas de horas de conteúdo, animações e trilha impecáveis e uma história envolvente, como todo Ace Attorney. Mas esse aqui talvez seja o melhor título desde a trilogia clássica. É um jogão que ainda por cima está num preço bem acessível.

Tier: S. Sempre que um jogo diferente assim pega Tiers ou posições numeradas altas, existe um certo estranhamento por parte de alguns, mas que essa posição diga mais sobre “o que você está perdendo ao não jogar jogos assim” do que sobre “nossa, como o pessoal desse canal tem um gosto esquisito”.

2- Reviewlights

Vamos passar para nossa seção de Reviewlights, em que trazemos pontuações numéricas de outros jogos que zeramos.

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

The Legend of Zelda: Skyward Sword HD

Selo: Old But Gold

Síntese: Este é um jogo incrível que carrega correntes pelas limitações do seu hardware original, e isso se mostra ainda mais em 2021! Na nossa análise completa levantamos que os problemas com o preço, mundo, visuais e os controles.

Mas pontuando suas críticas e balançando seus acertos, tanto acerca do jogo original quanto de seu relançamento, The Legend of Zelda: Skyward Sword HD é, no Nintendo Switch, um jogo apreciável como sempre foi.

Puxões de orelha à parte, a partir do momento em que você jogá-lo, irá apreciar, caso você goste de um bom adventure com dungeons de ótima exploração, chefes que vão de simples monstrinhos a majestosas criaturas e que você vai precisar de estratégia para vencê-los, personagens crescentes que fazem uma história se tornar encantadora, e de um jogo com a boa essência da franquia Zelda, ainda mais de sua vertente em 3D.

Skyward Sword HD é um pedaço importante de uma lenda dos videogames, e se você gosta dela, mesmo não estando em sua melhor forma, não deixe de conhecer esta obra maravilhosa.

  • Visuais: 7.5. Texturas e modelos 3D não passam de ano, mas este é o primeiro Zelda totalmente em 60fps, e sua magnífica Arte/Design ainda consegue compensar seus problemas técnicos.
  • Trilha sonora: 10. Não tem outra nota para dar, a trilha é inteiramente orquestrada e está entre as melhores que a Nintendo já fez. Esta é uma das trilhas sonoras mais memoráveis de toda a série.
  • Diversão: 8.5. O jogo passa por alguns momentos arrastados, mas ainda tem as melhores dungeons que a série tem a oferecer. A história é super cativante, os personagens são maravilhosos, e isso mais do que compensa os problemas.
  • Gameplay: 8. Controles difíceis de se acostumar no início e algumas coisas que incomodam até o final. Mas não existe outro jogo que utilize os controles de movimento de forma tão inteligente. Cada encontro com inimigos ou puzzle no game, engaja e é interessante. Os itens estão dentre os melhores da série também, e são todos utilizados muito bem, inclusive seus upgrades agregam muito à gameplay e sempre os mantém frescos ao longo da jornada.
  • Polimento: 6.5. O jogo não apresenta bugs e os que apresentavam já foram corrigidos. As animações são fantásticas e as interações cheias de efeitos e partículas. Mas estamos em 2021, este game deveria ter recebido um tratamento mais carinhoso da Nintendo em algumas mecânicas e principalmente nas texturas todas.
  • Custo x Benefício: 7. O jogo deveria ter custado no máximo US$40,00, mas a aventura é tão cativante, engajante e memorável que o custo x benefício ainda passa de ano.
  • Nota final: 8.
  • Tier: A – Skyward Sword pode estar velhinho, mas ele retorna trazendo seu estilo que lhe deu milhões de fãs, carregando o legado de uma lenda que influenciou em muito até mesmo a Breath of the Wild e ainda é melhor que muito jogo da atual geração vendido a preço cheio!

Agora pra nossa reviewlight mais completa de um jogo odiado por uns, mas amado por outros:

Samurai Warriors 5

Samurai Warriors 5

Síntese: Após tantos crossovers, com Zelda, One Piece e Fire Emblem, chegou o mais novo representante de um jogo originalmente Warriors. Geralmente quando se tem um crossover, as séries acabam sacrificando parte de sua essência pra somar com a essência do outro universo em questão, então a curiosidade para experienciar um 100% Warriors empolgava muito.

Surpreendentemente, o aspecto que vai se destacar é, como o nome do jogo diz, as guerras samurais. Com uma visão mais realista de como é uma guerra samurai em um Japão antigo, esqueça inimigos formidáveis como os guardians de Age of Calamity, ou montarias exóticas como a Camila de Fire Emblem Warriors montada em seu dragão. Você vai gostar mais de Samurai Warriors do que dos crossovers se quiser um jogo mais pé no chão da realidade, com um forte detalhamento sobre os conflitos que Nobunaga enfrentará.

As cut scenes são ótimas e ajudarão nisso e o jogo traz missões focadas em personagens secundários, além de uma rota secundária onde o protagonista não será Nobunaga Oda, e sim Mitsuhide Akechi, você pode terminar a campanha seguindo qualquer um, ou em simultâneo, porém os eventos são os mesmos (inclusive o final), mudando apenas a perspectiva de quem é o protagonista. Ao terminar, você estará imerso nessa guerra, nas dores que os personagens vão sentir, nos rumos que mudarão a personalidade de alguns. Incluindo Nobunaga, que vai passar longe de um protagonista gente boa, o seu desenvolvimento é bem interessante.

Esse jogo é sim muito bom, vale a pena (pra quem curte o estilo) e tudo mais, mas em termos de gameplay, não só não há nada aqui não tenha nos crossovers, como, devo dizer, que eles fazem até melhor. A começar pela dificuldade, ele é bem mais fácil que seus irmãos, e suas missões bem mais simples de se realizar. Mas até aí é questão de gosto, porém o modo missão que na verdade é o coração desses jogos em termos de aproveitamento é muito mais fraco, se limitando à missões onde você protege sua base, e sem uma progressão criativa, somente “fez missão 3, liberou a 4 e 5”.

Resumindo, em termos de gameplay e conteúdo, Samurai Warriors fica atrás dos crossovers, e em termos de história, ele pode sair na frente caso você prefira um jogo que retrate uma guerra de modo mais fiel.

  • Preço padrão: R$350,00 / US$60,00 nos EUA.
  • Avaliação do preço: OK, apesar de estar atrás no custo x benefício de outros Warriors.
  • Localização: Sem Português. Faz falta.
  • Ponto Alto: Imersão na guerra, trilha e character designs. Os personagens estão realmente muito bem desenhados e acharam uma arte incrível para o jogo.
  • Ponto Baixo: Pouco desafio e conteúdo em geral.
  • Dificuldade: Mediana pra fácil, caso você foque em poucos personagens, e principalmente se usar o que as DLCs te dão, aí o jogo vira um passeio no parque mesmo no hard.
  • Versatilidade (Acessibilidade x Desafio): Deixa a desejar nos desafios.
  • Visuais: 8,5
  • Trilha Sonora: 8,5
  • Diversão: 7,5
  • Gameplay: 7,0
  • Polimento: 8,0
  • Custo x Benefício: 7,0
  • Nota final: 7,75
  • Tier: A

Agora se você quer uma experiência insana, eu vou lhes apresentar:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Boomerang X

Selo: Mecânica de gameplay interessante

Síntese: Parecia um “shooter de bumerangue”, onde você apenas sobrevive às ondas de inimigos. Daí você aprende uns movimentos malucos, se sente um ninja e depois estará em um gameplay maluco! Aqui você arremessa seu boomerang e pode se teleportar para onde ele está, inclusive no ar, e arremessar de novo, no ar, e teleportar de novo e, sim, lá pro meio do jogo, você é um teleportador voador que mal toca o chão.
Eu não sei de quem foi essa ideia, mas seja de quem for, rendeu à esse jogo um dos gameplays de ação mais diferentes e frenéticos já vistos.

Boomerang X é um jogo direto. É chegar nas salas, enfrentar ondas, passar para a próxima. E sua duração também é curta, chegando a umas 3 horas, dependendo da sua habilidade. Essa duração pode ser estendida pelo NewGame+ e tentativas de timeattack das fases, ainda assim, é um jogo com um valor relativamente alto para o tempo que ele dura, sendo carregado pela excelência do seu gameplay. Você não irá se arrepender se comprar Boomerang X, mas precisa saber que ele não pode ser o seu “jogo para jogar durante o mês”.

Algo que se deve destacar é que o jogo traz MUITAS opções de gameplay, incluindo facilitadores como invencibilidade e flutuação, o que faz com que mesmo um completo inexperiente consiga jogar. Mas ele também tem dificultadores, e seu New Game+ vai dar trabalho sem recursos. Então tem para todos os gostos, inclusive o jogo te sugere que você tente zerá-lo mais vezes, usando essas opções de gameplay alternativos, e nós recomendamos também. Isso extende a duração e traz novas possibilidades interessantes.

  • Preço padrão: R$101,00 / US$20,00 nos EUA.
  • Avaliação do preço: Poderia ser um pouco mais barato.
  • Localização: Tem português.
  • Ponto Alto: Gameplay único.
  • Ponto Baixo: Duração.
  • Dificuldade: Levemente alta.
  • Versatilidade (Acessibilidade x Desafio): Versátil em todos os sentidos.
  • Visuais: 8,0
  • Trilha sonora: 6,0
  • Diversão: 8,5
  • Gameplay: 9,5
  • Polimento: 9,0
  • Custo x Benefício: 7,0
  • Nota final: 8,0
  • Tier: A

E saindo do jogo mais insano para o jogo mais pacífico POSSÍVEL:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Ayo The Clown

Selo: Recomendação infantil

Síntese: Esse plataforma 2D lembra MUITO os desenhos da TV Cultura, seu enredo é completamente inocente e cheio de lições sobre ajudar as pessoas, os personagens são fofos e mesmo o vilão… (melhor não dar spoiler) Esse jogo é uma SUPER DICA para pais que tem filhos que jogam, e por isso ele está estreando esse selo de recomendação infantil.

Seu level design prioriza a exploração, com muitos coletáveis para achar. Mesmo não chegando ao nível de um jogo do Yoshi, se você der algumas voltinhas vai achar tudo com tranquilidade, trazendo essa exploração necessária. O gameplay desse jogo é como um bom plataforma deve ser, com vários power ups e elementos que dão dinâmica durante o jogo.

A ambientação é linda, os cenários são muito bem detalhados, o gráfico é muito bom. Porém algumas coisas como certos layouts são bem feios, e é estranho, pois os caras modelaram uma fase inteira super bem, aí chega em telas de menus w parece que foi feito no Microsoft Paint!

Para falar a verdade, esse jogo surpreendeu muito, se mostrando mais competente do que parecia. Se zerado no hard (e sim, ele tem um hard) ele ainda não será um Donkey Kong Country, mas dará mais trabalho do que você espera, principalmente se você ainda estiver decidido a pegar todos os coletáveis, e sinceramente, apesar da sua principal indicação ser para as crianças, adultos jogadores de plataformas 2D como Mario, Yoshi e Rayman vão se divertir bastante aqui.

  • Preço padrão: R$101,00 / US$20,00 nos EUA
  • Avaliação do preço: Justo.
  • Localização: Português.
  • Ponto Alto: Carisma.
  • Ponto Baixo: Trilha ruim e que pra piorar, é repetitiva.
  • Dificuldade: Fácil.
  • Versatilidade (Acessibilidade x Desafio): Ótima na acessibilidade, boa no desafio.
  • Visuais: 9,0
  • Trilha sonora: 4,0 (é realmente ruim) 
  • Diversão: 8,0
  • Gameplay: 8,0
  • Polimento: 7,5
  • Custo x Benefício: 7,5
  • Nota final: 7,75
  • Tier: B

Outro jogo bom pra crianças e adultos e dessa vez jogando junto:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

B.ARK

Selo: Sugestão econômica

Síntese: Jogos de “navinha” infelizmente caíram em um marasmo visual focado no retrô. Isso quando os principais títulos apresentados não são relançamentos dos jogos antigos. É aí que vem B.ARK, trazendo uma arte indie linda e focando no multiplayer de sofá para 4 pessoas.

B.ARK não tem segredo e pouca ambição, é um jogo extremamente curto, para você chamar até 3 amigos e jogarem juntos e terminarem ali mesmo. Ele é bonito, bem executado, te diverte ao zerar a primeira vez ou toda vez que você re-jogar com alguém, e é isso. Até por isso, seu valor é bem acessível, é um jogo interessante de se ter na biblioteca, mas ele não quer ser um destaque.

  • Preço padrão: US$10,00 nos EUA (Cerca de R$55,00).
  • Avaliação do preço: Bom.
  • Localização: Sem Português. Faz falta pra crianças, mas adultos não.
  • Ponto Alto: Boa arte e visuais em geral.
  • Ponto Baixo: Curto demais.
  • Dificuldade: Fácil, mas não é bobo.
  • Versatilidade (Acessibilidade x Desafio): Um Boss Rush e dificuldades extras no pós game tornam sua versatilidade OK para quem busca desafio a mais.
  • Visuais: 8,0
  • Trilha sonora: 7,0 
  • Diversão: 7,5
  • Gameplay: 7,5
  • Polimento: 8,0
  • Custo x Benefício: 7,5 
  • Nota final: 7,5
  • Tier: B

3- Mais Impressões

Mais alguns jogos jogados por nós mas que não chegamos a zerar. Começando por uma das sequências mais inesperadas do ano:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Neo The World Ends With You

Preço: R$300,00 / US$60,00 nos EUA
Português: Não
Selo:
Destaque Criativo

Prévia: Trazendo músicas e uma ambientação “descolada” como seu antecessor, Neo é um sucessor digno, trazendo um clássico do DS para o escopo de um console como o Switch. Apesar de ser um RPG com bastante história, e interessante também, o jogo é bem “leve” no sentido de, é fácil de só pegar e sair jogando, como um jogo arcade.

Suas animações estão incríveis, ingame e principalmente nas cutscenes, sua trilha está com mais influências rock, mas ainda de ótima qualidade. Fora a arte que conseguiram desenvolver para esse game. Em suma, é difícil achar algo em que esse jogo não tenha acertado em cheio. Por isso:

Tier: S. É um full price, que pesa no bolso, mas traz uma experiência que é o que você busca em um jogo full price.

Outro Full Price que também entrega uma ótima experiência:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Ys IX – Monstrum Nox

Preço: R$305,00 / US$60,00 nos EUA
Português: Não

Prévia: Olha, eu já vou entregar aqui o spoiler, esse jogo ficou na Tier A+, e isso pode ser incrível ou frustrante, dependendo da sua expectativa Mas se você acompanha indicações de action RPGs japoneses, sabe que Ys 8 é um dos mais elogiados atualmente, porém, ao menos no Switch, (não sei nas demais plataformas) Ys 9 não está a altura de ser o sucessor desse jogo tão aclamado. O jogo ainda é muito bom, é um A+ afinal, mas pra quem estava no S, rolou um downgrade. E eu citei “ao menos no Switch”, pois um dos motivos é que o 8 está mais polido que o 9. Mas só lembrando:

Tier: A+. Mesmo não superando seu antecessor, ainda figura entre os principais action JRPGs do console.

Falando em ação:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Eldest Souls 

Preço: R$117,00 / US$20,00 nos EUA
Português: Sim
Selo:
Destaque desafiador

Prévia: Como o nome sugere, o game é um soulslike e ele faz duas grandes apostas para se destacar: 1- Direto aos Chefes: Sem muita lenga lenga, Eldest Souls é chefe, um pouco de caminhada com algum elemento, chefe, repete. É praticamente um Boss Rush; 2- Gameplay diferente: o jogo traz mecânicas legais para o gênero, como o ataque carregado que quando acertado e continuado por mais ataques, recarrega seu HP, fazendo as partidas valerem o investimento de atenção até o fim em vez de “ahhh, levei dano nesse comecinho, vou reiniciar porque já era”, não, aqui a luta só acaba quando acaba.

Apesar de ter uma ótima arte e boa trilha, sua duração também deixa a desejar, se jogado direto, sem morrer, você o termina em 1 hora e meia, dependendo de sua habilidade. Mesmo assim, lhe daremos:

Tier: A. Mantendo a punitividade dos Souls, mas com mecânicas que tornam a virada mais provável, Eldest Souls é uma EXCELENTE pedida para quem quer iniciar nesse sub-gênero, pois é mais curto e mais direto, e mesmo durando pouco, enquanto ele dura, ele é muito bom.

E agora vamos finalizar com a precificação mais estranha da matéria:

Tier List do Nintendo Switch – Julho 2021

Cotton Reboot

Preço: US$40,00 nos EUA (Cerca de R$220,00)
Português: Não
Selo:
Jogo random do mês

Prévia: Cotton Reboot é, como o nome diz, o Reboot de um jogo de um jogo de 1991. Sim, 30 anos atrás! Essa série foi a pioneira na variação do gênero de jogos de “navinha” (shoot’em up) chamado “Cute’em Up”! Que seria um jogo de naves em que, em vez de uma nave em uma guerra, você tem uma fofa bruxinha se aventurando em reinos mágicos.

O jogo é muito legal, muito divertido, ele tem o original para você jogar e comparar a evolução que os caras fizeram no reboot, não só nos visuais, mas também no gameplay. Porém, R$200,00 em um jogo de “bruxa-navinha”, que dura cerca de uma hora para ser zerado? Ok, ele tem outros modos de jogo, tem o original, tem modos focados em competição de ranking, mas neste preço, ele cai de B para:

Tier: C+. O jogo é legal, mas pelo preço, se limita aos fãs, e quem não tem problemas financeiros para adquirir jogo (o que no Brasil significa ninguém). Quem mora no exterior, recomendamos achar logo uma edição física por US$40,00 que aí pelo menos é um item de colecionador!

TIER LIST FINAL

Hora da nossa conclusão, e antes, eu quero observar uma coisa: Julho foi INCRÍVEL! Vejam o porquê:

D- Desaprovados:
Nenhum!

C – Passou de ano
(+)Cotton Reboot com a estrelinha do C+

B – Bons
(+) A Lenda do Herói
Ayo the Clown
B.ARK  

A – Muito Bons
(+) Pokémon Unite 
(+) Ys 9
The Legend of Zelda: Skyward Sword HD
Samurai Warriors 5
Boomerang X
Eldest Souls

S – Incríveis:
Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin
The Great Ace Attorney Chronicles 
Neo The World Ends With You

Nós tivemos o maior número de jogos na Tier S desde o início do quadro, três jogos. Dois A+, sendo um gratuito, e o jogo mais mal avaliado foi só na Tier C e C+ ainda e ele só tá no C+ por causa do preço.

Foi um mês com muito jogo bom, porém muitos RPGs longos, e até por isso, essa matéria demorou mais do que o desejado pra sair, afinal, todas essas opiniões são fruto de pegar no controle e dizer o que achou do jogo.

4- Highlight Reel

Mas infelizmente, o tempo é finito e alguns jogos não conseguiram entrar na lista por não termos jogado, mas estamos cientes de que eles tiveram seu destaque e vamos mostrá-los aqui no nosso Highlight Reel, com mais 10 jogos, totalizando mais de 20 lançamentos no mês de Julho que nós estamos destacando pra vocês!

  • CrisTales
  • Blaster master zero 3
  • Unbound
  • Dininho Space Adventure
  • Last Stop
  • Akiba’s Trip
  • Curved Space
  • The Silvercase 2425
  • Dariusburst: Another Chronicle EX+
  • A Plague Tale Innocence (Cloud)

Em que outro lugar você encontra uma Tier List mensal contendo mais de 10 jogos, além de outros destaques, mostrando tudo de bom que sai no seu Switch?