Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Ys IX: Monstrum Nox - Um RPG de Ação indispensável

Ys IX: Monstrum Nox – Um RPG de Ação indispensável

Um RPG de Ação indispensável! Expande a série para os veteranos, enquanto ao mesmo tempo acolhe os novatos.

Atenção: Essa avaliação é livre de Spoilers, e por isso não irei comentar nada específico sobre a história.

Versão em vídeo

Ys IX: Monstrum Nox é um título diferente dos outros jogos da série Ys. Enquanto por um lado você irá presenciar vários elementos tradicionais da série, por outro você sentirá que houve uma grande mudança, a começar pelo local onde se passa a trama.

E falando na trama do game, a história é muito intrigante, e eu diria que é um dos pontos altos do jogo, ao lado da trilha sonora e do combate. Tudo soa muito misterioso e instigante, fazendo com que o jogador queria avançar mais e mais para descobrir o que de fato está acontecendo ali, quem de fato são os personagens e quais as suas motivações.

Uma das coisas que achei muito legal aqui, é que em dado momento do jogo são feitas várias menções aos acontecimentos dos títulos anteriores, achei que foi muito bom sentir esse ar de continuidade da trama geral da série, apesar de cada jogo ter sua própria história fechada – e portanto, não se assuste com o fato deste ser o nono jogo de uma franquia: você não precisa ter jogado toda a série para entender a história.

Diferente das outras aventuras, onde você tinha toda uma região para explorar, ou em Ys VIII onde havia uma grande ilha cheia de mistérios para serem desvendados, Ys IX se concentrará apenas em uma única e grande cidade chamada Balduq, também conhecida como cidade prisão. E esse nome não é por acaso, já que aqui de fato há uma grande prisão.

Ys IX: Monstrum Nox - Um RPG de Ação indispensável

Mas não pense que o jogo terá um cenário pequeno pelo fato de se passar apenas em uma única cidade: Balduq é gigante e cheia de distritos, além de possuir diversos calabouços e corredores subterrâneos que interligam diversas áreas da cidade e que servirão como pano de fundo para a aventura. Ainda, há a grande prisão guarda segredos e mistérios que serão desvendados ao longo da trama.

Diferente dos outros títulos da série, em Ys IX você poderá encontrar inimigos pela cidade e deverá lutar contra eles. Porém, apenas os protagonistas enxergam esses monstros, resultando em todos os outros NPCs continuarem a viver sua vida normalmente.

Ainda, diferente dos outros jogos Ys, aqui você verá algumas fontes de luz azul espalhadas pelos cenários, indicando que ali há uma luta contra monstro e, para acessar a luta, você deverá encostar nessas luzes azuis. Isso fará com que você seja levado para outro ambiente específico, como se o tempo ao seu redor tivesse paralisado, e então ocorre a luta. Na prática, é como nos jogos modernos para consoles da série “Tales of”, onde você é transportado para uma “arena” e ali ocorre a luta.

Outro jogo que posso citar para exemplificar é Shining Resonance Refrain, esse se aproximando ainda mais, já que simplesmente é criado um limite no cenário e a luta acontece ali mesmo. Já durante as dungeons, o jogo corre como sempre foi: há grandes ambientes para serem explorados, e há inúmeros inimigos espalhados pelo mapa, esperando para lhe atacar.

Ys IX: Monstrum Nox - Um RPG de Ação indispensável

Um tipo de evento que existia em Ys VIII, as Raids, está de volta em Ys IX. Entretanto, com uma diferença: enquanto em Lacrimosa of Dana você lutava contra hordas de inimigos em cenários já conhecidos no mapa, em Monstrum Nox você é transportado para um campo de batalha conhecido como “Grimwald Nox”, e deverá derrotar os inimigos, aqui conhecidos como “Lemures”, sendo estes a materialização das emoções negativas das pessoas, antes que eles causem danos a um grande cristal posicionado em um canto especifico do mapa, com direito a todos os elementos que tinham em Lacrimosa of Dana, como barreiras e fortificações, claro que, seguindo a nova temática do jogo.

A sua exploração pela cidade de Balduq irá esbarrar em diversas barreiras mágicas, que deverão ser desativadas ao juntar 100 Nox e enfrentar hordas de monstros dentro dos vortex que aparecerão em locais específicos. Mas como ganhar esse “Nox”? Para isso, você deverá enfrentar os monstros espalhados pela cidade, o que lhe renderá poucos pontos, ou cumprir as tarefas requisitadas pelos moradores, o que lhe renderá mais pontos. A cada 100 pontos obtidos, um novo vortex aparecerá, e vencendo o desafio, uma barreira desaparecerá, liberando uma nova área da cidade para ser explorada.

Ys IX: Monstrum Nox - Um RPG de Ação indispensável

O Gameplay

Falando sobre o gameplay, aqui você terá novamente o básico RPG de Ação que a série entrega. Com o botão Y você irá atacar com golpes simples, o botão A servirá para alternar entre os personagens, apertar o botão L servirá para esquivar, enquanto mante-lo pressionado fará com que os personagens corram, e a combinação de R + A/B/X/Y servirá para utilizar as habilidades especiais de cada personagem durante os combates.

Fora de combate, cada personagem possui uma habilidade especial que serve para acessar novos locais nos cenários, e que podem ser utilizadas de diversas formas. Por exemplo: com o Adol você poderá se transportar para pontos brilhantes na cor vermelha espalhados por todos os cenários ao apertar ZR, já outros personagens terão habilidades como correr pelas paredes ou planar ao pular com B e manter o botão pressionado.

Ys IX: Monstrum Nox - Um RPG de Ação indispensável

Os Gráficos

Graficamente falando, Ys IX continua seguindo os padrões visuais trabalhados pela Nihon Falcom, que só foi ter uma grande atualização de fato a partir do desenvolvimento “kuro no Kiseki”, título de outra série da desenvolvedora, The Legenda of Heroes. Portanto, alguns podem enxergar os visuais de Ys IX como algo que ainda relembre os jogos da sétima geração de consoles.

Comparado a Ys VIII – Lacrimosa of Dana, Monstrum Nox mantém os padrões visuais gerais, elevando o nível no quesito efeitos especiais. Enquanto isso, neste nono capítulo da série, os modelos dos personagens estão muito bonitos e muito bem trabalhados.

Agora, falando sobre outros aspectos, algumas texturas do jogo estão em uma qualidade um pouco abaixo do padrão, e quando em certos momentos há um close muito próximos dos personagens, isso pode ser notado. Se vale de alguma justificativa, quando olhamos para o tamanho dos arquivos dos jogos, Ys VIII pesava 14.8gb no Nintendo Switch, enquanto Ys IX para o PS4 já teve uma grande redução, para algo na casa dos 7gb, e ainda, a versão de Nintendo Switch pesa apenas 3.2gb! Mas tamanho dos arquivos não dizem muita coisa, na melhor das hipóteses, significa que houve uma melhor otimização do jogo nesta edição.

Já a resolução do game funciona muito bem. Enquanto no modo Dock eu não notei os famosos “serrilhados”, no modo portátil a resolução parece ser a nativa do console (720p), porém sem o efeito “anti aliasing”, que serve para suavizar as bordas dos modelos. Quem jogou Astral Chain vai entender o que eu quero dizer.

Um ponto negativo que tenho que destacar porém, é que parece ter algum bug esquisito no jogo, que faz com que a resolução caia drasticamente, tanto em modo Dock quanto em modo portátil, e isso é algo que já havia acontecido inclusive quando joguei a demo. Ao ir para o menu Home do Switch, e depois voltar para o jogo, o mesmo exibia uma resolução muito baixa, tipo, mesmo! Para resolver isso, eu precisei ficar pondo o jogo em suspensão algumas vezes até que a coisa se normalizasse. Como eu disse, isso parece ser um bug geral no jogo, que já estava presente até mesmo na demo, e provavelmente será arrumado em pouco tempo, mas que vale aqui o destaque.

Ainda falando sobre resolução, um ponto extremamente positivo para Ys IX é que, diferente do título anterior, onde a resolução era dinâmica e ficava alternando a todo o instante, principalmente em modo portátil, Monstrum Nox não sofre desse mal.

Trilha Sonora

Quem já acompanha minhas análises de jogos sabe que pra mim a trilha sonora é um dos pontos mais altos de um game, e que vai fazer com que eu me interesse mais ou menos pelo mesmo. E em Ys IX: Monstrum Nox a Nihon Falcom acertou novamente! Neste título, a atmosfera do jogo pede algo diferente, com um tom mais melancólico e misterioso, e a trilha sonora entrega!

Belas músicas embalam as novas aventuras de Adol Christin por Balduq, indo de tons de melancolia e mistério enquanto caminhando pela cidade, para músicas mais agitadas nas dungeons, e um rock pesado durante as batalhas! E tudo casa perfeitamente com o que está se passando na trama!

Conclusão

Ys IX: Monstrum Nox eleva a série Ys a novos patamares, trazendo de volta os diversos elementos da série que deram certo, e apresentando novidades, como as habilidades especiais de cada protagonista. Aqui, como de costume da série, o combate torna a brilhar e ganha todos os holofotes, junto de uma história intrigante cheia de mistérios, tudo isso embalado pela excelente trilha sonora que a série já tem o costume de oferecer!

Se você já é fã de longa data da série Ys, Monstrum Nox é uma excelente continuação que irá lhe oferecer horas e horas de um excelente gameplay. Agora, se você ainda não conhece a série e está chegando agora, não se preocupe! Não é necessário ter jogado todos os outros títulos para aproveitar esse.

*Análise feita com o código cedido pela NIS America para o canal Arena Nintendo*

Ys IX: Monstrum Nox
9.2 / 10 Nota Final
Prós
- Excelente combate
- Excelente trilha sonora
- Personagens e histórias interessantes
Contras
- Algumas texturas em baixa qualidade
- Bug na resolução do jogo
Resumo
Um RPG de Ação indispensável! Expande a série para os veteranos, enquanto ao mesmo tempo acolhe os novatos.
Design
Trilha Sonora
Diversão
Gameplay
Custo x Benefício

[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]