Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?

Japonês foi preso por suspeita de vendas de Pokémon hackeados ilegais em Sword & Shield

Japonês foi preso por suspeita de vendas de Pokémon hackeados ilegais em Sword & Shield

Que o mundo Pokémon, e mais recentemente Pokémon Sword & Shield, está cheio de criaturas hackeadas e ilegais não é novidade para ninguém. Mas agora um homem japonês de 23 anos foi preso pela venda de tais bichinhos “criados em computador.

Em Abril de 2020 o suspeito residente de Nagoya e desempregado hackeou e vendeu um Sobble por 4.400 yen (cerca de R$250,00). O computador usado para alterar os dados foi apresentado na delegacia e o homem foi encarcerado por alegações de crime dentro da Lei de Prevenção da Concorrência Desleal do país.

O suspeito, acrescenta o site de notícias japonês Asahi News, teria confessado. E por um ano, até novembro passado, acredita-se que ele ganhou 1.150.000 ienes (cerca de R$55.000,00) com a venda de personagens modificados para Pokémon Sword & Shield.