Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?

Lançamento Confuso: O que aconteceu com Balan Wonderworld?

Lançamento Confuso: O que aconteceu com Balan Wonderworld?

Balan Wonderworld criou expectativas, prometeu um “mundo de maravilhas”, entregou trailers interessantes, mas seu lançamento foi marcado por controvérsias e estranhamentos. O que de fato aconteceu com essa nova IP da Square Enix?

A Square Enix é conhecida por diversos bons títulos da indústria gamer. Títulos muito aclamados, principalmente no gênero RPG, como Dragon Quest, Final Fantasy e Kingdom Hearts foram produzidos pela empresa. Mas ela também comanda outras empresas, como por exemplo a Taito, responsável por jogos Space Invaders e Bubble Bobble. E foi assim que recentemente conhecemos a Balan Company, uma subsidiária da empresa, que seria responsável pela criação de Balan Wonderworld.

E o jogo de estreia da empresa tinha nomes renomados da indústria, como o criador de Sonic the Hedgehog, Yuji Naka, e o designer de personagens de Sonic, Naoto Ohshima. E o trailer indicava ser um interessante plataforma 3D, cheio de ação, aventura e magia.

A demo do jogo saiu em Janeiro de 2021 e foi recebida com muito pé atrás (inclusive temos uma análise da demo aqui no portal Project N, clique aqui). Críticas choveram sobre a prévia do jogo, mas tudo ainda girava em torno da demonstração e poderia (acreditava-se) ser arrumado até a data de lançamento do jogo. Sem enviar cópias antecipadas para a mídia especializada poder analisar o jogo, ele foi lançado em Março e ainda continuou recebendo críticas, demonstrando-se um plataforma 3D sem alma, sem carisma, ainda com muitos bugs e um mundo confuso criado.

Mas o lançamento complicado do jogo não continuou por ai, sem mesmo figurar no top 30 da Famitsu, por exemplo, e não vender bem nos Estados Unidos o jogo começou a receber estranhamente muitas reviews 10/10 no site Metacritic, e ainda está sendo acusado de usar uma cópia de uma música de Caça-Fantasmas. Parece que, assim como Sonic e a Square Enix, Balan Wonderworld tem seus altos e baixos. Agora resta saber se há como se reerguer para continuar a franquia quando seu primeiro jogo é o “baixo” da história.

E você, o que acha que aconteceu com Balan Wonderworld? Era um jogo já fadado a ser ruim, ou tinha ainda possibilidades de ser bom? Conta para a gente nos comentários.

Neto Verneque
O corpo do Mario. A sociabilidade do Link. A fome do Kirby. E tão vencedor na vida quanto o Ash Ketchum.