Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Coromon - Um Pokemon-like digno?

Coromon – Um Pokemon-like digno?

Coromon é um jogo “estilo Pokémon” onde você deve capturar e treinar novos monstrinhos, desenvolvido pela TRAGsoft e publicado pela Freedom Games. Tinha seu lançamento previsto para o dia 31 de março no Nintendo Switch, mas devido a alguns ajustes necessários no multiplayer, o jogo foi adiado para o dia 21 de julho.

Por se tratar de um jogo “estilo Pokémon”, as comparações com essa franquia acabam sendo são inevitáveis, o tempo todo você vai comparar mecânicas e funcionalidades, e pensa em como algumas delas seriam bem vindas em um jogo de Pokémon, e como outras os jogos de Pokémon já conseguiram achar alternativas melhores. Mas no fim do dia o que importa é: Coromon é um bom jogo?

História e Personagem

Coromon se passa na região de Velua, você acabou ser graduado como Pesquisador de Batalhas e está indo para seu primeiro dia de trabalho na grande empresa de tecnologia Lux Solis, responsável pela criação de vários dispositivos tecnológicos e também pelo estudo dos Coromon, criaturas selvagens que podem ser capturadas através de spinners (Sim, como os famosos fidget spinners). Uma das obrigações dos pesquisadores de batalha são capturar e treinar Coromons, para estudar sobre eles, e no início do trabalho é possível escolher entre três Coromons iniciais para acompanhar o jogador nessa jornada.

Claro, parece um tanto genérico, mas logo no início da jornada é dada uma tarefa especial ao jogador, coletar a essência dos Titãs, um poder tão grande que pode mudar o mundo inteiro e não deve, em hipótese alguma, cair em mãos erradas. Apesar dessa ser a premissa durante todo o jogo, cada local e cidade possui histórias únicas envolvendo a tarefa especial do jogador, e embora existam momentos mais sérios, no geral o jogo coloca uma pitada de humor, para que a aventura seja leve e divertida. E consegue ser.

Coromon - Um Pokemon-like digno?

É possível personalizar seu personagem no início do jogo com diversas opções de cabelos, roupas e acessórios, além disso, durante sua aventura, o jogador consegue pegar novas roupas e acessórios ao progredir na história, sendo possível personalizar seu personagem a qualquer momento com esses novos itens, além de também ser possível mudar o nome do seu personagem, coisa que não é muito comum acontecer em jogos desse estilo.

O mundo Coromon

O jogo possui diversos ambientes e biomas, trazendo sensações únicas para cada momento do jogo. Não só com relação aos ambientes e biomas, mas os Coromons também são muito únicos e interessantes, o estilo artístico casou muito bem, me fazendo lembrar de alguns jogos em pixel art que são adoráveis, como Stardew Valley e Chroma Squad. A trilha sonora, em sua maior parte, também é muito incrível, e acaba contribuindo bastante para a atmosfera que o jogo quer transmitir.

As animações, por exemplo, são um charme a parte, me trouxeram boas lembranças de quando vi os Pokémon com sprites animados pela primeira vez na geração Black & White, apesar de aqui não ser tão detalhado ou ter tantos movimentos, já é o suficiente para não ser uma experiência “engessada” nesse sentido, e as animações em batalha contribuem muito para isso também, apesar do “spinner” (a Pokébola de Coromons) não parecer se encaixar tanto no jogo, mas você acaba se acostumando com isso uma hora ou outra.

Coromon - Um Pokemon-like digno?

Enquanto em Pokémon temos os ditos “shiny”, mais raros e com coloração diferente, em Coromon temos não só um tipo de “shiny”, mas dois, e não muda apenas a cor, mas os status do Coromon também são melhores! Aqui eles tem o nome de Potentes e Perfeitos. Enquanto os Potentes tem mais chances de aparecer nas gramas, os Perfeitos estão mais próximos dos Pokémon Shiny, mas em compensação os seus atributos são ainda melhores.

Durante minha jornada, consegui capturar um Coromon potente e cheguei a utilizar em algumas batalhas, mas acredito que para quem for jogar online esta seja uma funcionalidade que irá fazer total diferença.

As mecânicas de jogo

No total são mais de 110 Coromons, existem 7 tipos diferentes e 6 tipos diferentes de habilidades, que acaba influenciando na mecânica do jogo, uma vez que uma habilidade pode ter uma vantagem contra algum tipo específico de Coromon (nunca o contrário), como por exemplo as habilidades mágicas, que são efetivas contra Coromons do tipo fantasma.

Com relação aos atributos, os Coromon possuem duas barras de experiência, uma amarela, de nível, e outra azul, de potencial. Ao subir de nível, os atributos dos seus Coromon sobem automaticamente, e ao subir de potencial ele recebe 3 pontos para serem distribuídos nos atributos que o pesquisador desejar, sendo ótimo para deixar um Coromon mais balanceado, ou dar ainda mais força para um atributo que ele já ganhe muitos pontos naturalmente.

Coromon - Um Pokemon-like digno?

Com relação as habilidades, temos algumas diferenças com relação a Pokémon. Não existe uma quantidade de “PP” para cada habilidade, mas sim uma barra de energia, onde cada habilidade custa uma quantidade X de energia para ser usada. Cada Coromon pode ter quatro habilidades ativas, mas ao aprender novas habilidades é possível habilitar e desabilitar outras a qualquer momento, como vimos em Pokémon Legends: Arceus.

Grinding (repetidas batalhas contra Coromons selvagens para ganhar alguma vantagem) nesse jogo não parece muito viável, já que os níveis das batalhas seguem interessantes no decorrer do jogo, a experiência recebida em batalhas contra outros pesquisadores já são mais do que suficientes pra te manter alguns níveis acima dos próximos adversários, utilizar a mecânica de frutas que dão experiência em batalha fará você ficar muitos níveis a frente dos Coromons selvagens, o que é uma opção caso você queira levar o jogo com mais folga, sem necessariamente estar repetindo centenas de batalhas contra Coromons selvagens.

Aqui não temos os ginásios tradicionais dos jogos de Pokémon, ficando o real desafio a cargo dos Titãs, parte essencial da história e que eu não darei muitos detalhes sobre eles. Foram os momentos onde eu realmente encontrei uma grande necessidade de uso de itens e trocar membros da equipe. A barra de vida do Titã é muito maior que um Coromon comum, seus golpes também causam mais dano e basicamente foram nessas batalhas que vários Coromons meus desmaiaram. E foram ótimas batalhas!

Mas é impossível falar que o balanceamento do jogo não é um dos pontos fracos. O jogo possui um sistema de conquistas, com recompensas quanto mais alto seu nível de conquista for, isso faz você querer capturar novos Coromons, para receber pontos e, consequentemente, novos itens de conquista, mas tirando isso, uma equipe de 3 Coromons foi o suficiente para prosseguir o jogo de uma forma, eu diria, muito tranquila. Como falei anteriormente, os Titãs foram desafiadores, mas o restante do jogo não muito, tanto é que na grande maior parte do tempo eu usei apenas o meu Coromon inicial, tendo alguns de reserva para casos de emergência. As batalhas na selva, após certo ponto do jogo, se tornaram muito fáceis.

No começo do jogo é possível customizar sua dificuldade, assim jogadores que querem se sentir mais desafiados tem essa possibilidade. No meu caso, eu joguei com a dificuldade normal, sem nenhuma alteração para mais fácil, ou mais difícil.

Coromon - Um Pokemon-like digno?

Existem também missões secundárias para ganhar recompensas, como por exemplo caçar uma certa quantidade de Coromons, ou coletar uma determinada quantidade de itens específicos e levar para quem solicitou. Nem sempre temos boas recompensas, mas é uma boa forma de aproveitar o jogo, para quem gosta de “fazer 100%”. Aliás, para finalizar o modo história, um pouco menos de 20 horas é o suficiente, mas as missões extras garantem mais algumas horas de jogo.

Para aqueles que gostam de batalhar online, a motivação para capturar, treinar e evoluir Coromons muda completamente, uma vez que o jogo dispõe não só de um modo casual, mas também de um modo competitivo com partidas rankeadas. Segundo os desenvolvedores, o jogo possuirá crossplay, sendo possível batalhar contra pesquisadores de outras plataformas. O multiplayer se divide em partidas rankeadas 3×3, ou partidas casuais com regras específicas que podem ser escolhidas pelo jogador.

Nem tudo são flores…

Uma das coisas que mais me impactou negativamente com relação ao jogo, foram os puzzles. Eles estão muito presentes no decorrer da história, e em algumas partes são até positivos, já em outras… A quantidade de puzzles pode se tornar extremamente cansativa, e eu entendo que essa é uma estratégia dos desenvolvedores para você não sair batalhando freneticamente e terminar o jogo em poucas horas, mas de fato algumas sessões do jogo isso foi tão repetitivo, que cheguei a me questionar se eu realmente queria continuar jogando. Mas resisti a esses momentos e voltei a ter a boa experiência que estava sentindo a maior parte do jogo (até chegar outros momentos como este, e outro… e outro).

Anteriormente falei um pouco sobre a trilha sonora, e em sua grande maioria do tempo é excelente e envolvente, mas uma coisa em específico ela deixou a desejar, pra mim, que foi a ausência de trilha sonora durante a evolução dos Coromons. Pesquisando em vídeos de outras plataformas descobri que ela existe, mas no meu Nintendo Switch, durante o processo de evolução, não tinha nenhum som além da voz do Coromon, o que claramente é um bug.

Apesar disso, não encontrei nenhum outro bug que me impedisse de progredir no jogo, ou que impactasse tanto negativamente como o da trilha sonora, apenas algumas coisas com relação a quedas de performance em momentos e localidades muito específicos, que aconteceram quando estava saindo de algum menu ou batalha. Levando em consideração que esta é uma versão de acesso antecipado no Nintendo Switch, existe uma chance de que estes bugs não estejam presentes na versão de lançamento do jogo.

Considerações finais

Às vezes genérico, às vezes autêntico, Coromon acaba sendo uma boa experiência, especialmente para aqueles que realmente gostam de jogos de captura e treino de monstrinhos, como em Pokémon. Seu design e trilha sonora bem cuidados mostram que os desenvolvedores também tem uma grande paixão pelo gênero e conseguem criar uma identidade própria, apesar de alguns deslizes no meio do caminho, que com sorte serão melhorados em uma eventual sequência.

Ah… E como vocês puderam perceber pelas imagens, o jogo conta com tradução completa para Português do Brasil (e Português de Portugal). Irônico, não?😉

Coromon - Um Pokemon-like digno?
Coromon
Veredito
Coromon possui alguns elementos que o destacam de outros jogos no mesmo estilo, e outros que ainda precisam de melhorias. Apesar dos pesares, para quem gosta de JRPGs neste estilo, vale muito a pena dar uma conferida neste jogo!
Design
85
Trilha Sonora
80
Diversão
70
Gameplay
70
Custo x Benefício
75
Prós
Design dos Coromons e cenários são maravilhosos
Batalhas contra Titãs são desafiadoras
O jogo tem seu charme, ainda que precise ser lapidado
Contras
Em algumas partes, puzzles são desnecessariamente excessivos
Alguns bugs notáveis que precisam de correção
Um pouco desbalanceado
76
Nota Final

[Nota do Editor: Coromon foi analisado a partir da sua versão para Nintendo Switch. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela Stride PR em nome da Freedom Games para avaliação.]


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]

Ítalo Guttemberg
Pernambucano arretado, publicitário e adoro jogos de aventura e RPGs no geral! Atualmente rejogando Breath of The Wild e descobrindo pela primeira vez a maravilha que é Octopath Traveler.
Share via
Copy link
Powered by Social Snap