Digital Foundry faz análise técnica de Splatoon 3 no Switch

Digital Foundry faz análise técnica de Splatoon 3 no Switch

Outro lançamento primário “polido”

Esta semana marca o lançamento de Splatoon 3 no Nintendo Switch. Até aqui, tivemos a nossa própria análise, jogando a demo que disponibilizaram para assinantes da Nintendo Switch Online e um conjunto de impressões, e agora temos a análise técnica de John Linneman da Digital Foundry. Então, como o terceiro jogo se comporta no Switch?

O jogo usa escala de resolução dinâmica e os efeitos de fidelidade da AMD FSR 1.0, e normalmente roda em 1920 x 1080 na dock , com ele caindo para cerca de 820p em seu nível mais baixo. No modo portátil, ele atinge o máximo em 720p com DRS caindo para cerca de 75% disso.

“A chave aqui é que [Splatoon 3] consegue alcançar e manter sua contagem máxima de pixels com muito mais frequência do que você esperaria – especialmente no modo portátil, onde geralmente parece ser 720p nativo durante o jogo médio. resultado, Splatoon 3 é visivelmente mais claro do que o seu jogo médio do Switch ultimamente.”

O Digital Foundry também observa como, embora o FSR esteja listado na seção de licenças do jogo, ele não “traz muito para a mesa”:

“FSR 1.0 não é anti-aliasing, é apenas um upscaler espacial. O problema aqui é que o próprio Splatoon 3 não usa nenhuma forma de anti-aliasing, o que infelizmente é bastante comum em jogos da Nintendo, eles podem estar usando em combinação com o algoritmo de dimensionamento de resolução dinâmica, mas não posso dizer que ele realmente se beneficia de maneira significativa. A única razão pela qual ele parece mais nítido do que o seu jogo Switch médio é porque a contagem de pixels é geralmente maior. Mas o FSR 1.0 não aumenta o pixel contar.”

Quanto ao desempenho, foi confirmado como sendo “extremamente estável” e o DF lutou para encontrar qualquer desaceleração no modo single-player do jogo. Ele oferece 60fps bloqueados na batalha, mesmo em hardware de baixo custo. O Digital Foundry elaborou sobre isso em sua prévia multiplayer observando como Splatoon 3 “não perde um único quadro em nenhum momento“. Um ponto a ser observado é que a área do hub do jogo foi reduzida para 30fps, mas novamente “todo o resto” é 60.

Os tempos de carregamento também são descritos como “relativamente breves”, levando em média menos de 10 segundos na maioria dos casos. Tudo bem, o Digital Foundry dá a Splatoon 3 os polegares para cima, afirmando como é um jogo muito polido, divertido de jogar e tem muito conteúdo para explorar.

E você? Está animado para colocar as mãos em Splatoon 3? Comenta aí!

Publicitária, QA em Editoração Financeira, Nerd e Gamer Nintendista!
Coroa Coroa