Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Monster Crown - Será que dá para capturar todos?

Monster Crown – Será que dá para capturar todos?

Dos desenvolvedores do Studio Aurum e Soedesco Monster Crown é um RPG de captura de monstros com mecânicas muito similares à grandes nomes no mercado, com uma premissa interessante e vários aspectos diferenciais, a pergunta que nos resta é: bate de frente com os grandes nomes na plataforma da Nintendo? Vem conferir!

Dos desenvolvedores do Studio Aurum e SOEDESCO, Monster Crown é um RPG de captura de monstros com mecânicas muito similares à grandes nomes no mercado, com uma premissa interessante e vários aspectos diferenciais, a pergunta que nos resta é: bate de frente com os grandes nomes na plataforma da Nintendo? Vem conferir!

Monster Crown - Será que dá para capturar todos?

Do que se trata?

Monster Crown iniciou-se como uma campanha de Kickstarter muito bem sucedida, com seus gráficos retrô e mecânicas similares a gigantes do mercado na captura de monstros, o jogo se passa em uma ambientação bem elaborada, conhecida como Crown Island ou “Ilha da Coroa”. Você é introduzido ao mundo como um mero aldeão de uma família camponesa, logo de início o pai do nosso personagem nos introduz aos monstros, dizendo-nos que apesar de não termos uma convivência pacífica; esses monstros podem ser domados (”tamed”) através de pactos (que no game é um item de captura).

Sem muita enrolação, existe esse breve tutorial que nos informa das naturezas dos monstros assim como cada um possuir características especificas (que podemos ver em outros games como roles ex: Tank, Dps, Suporte), as naturezas tem suas resistências e suas forças como é de se esperar. A história não é complexa, mas nos permite buscar respostas a partir da primeira missão introduzida.

Monster Crown - Será que dá para capturar todos?
O Início Da Gameplay e os Gráficos estilo Retrô

O Universo pede Polimento!

O jogo conta de fato com lindos gráficos retrô, mecânicas promissoras e monstrinhos até relevantes, com mecânicas de um golpe que se carrega ao se defender ou ao trocar de monstrinho ou até mesmo encontrar um monstro desconhecido e poder nomear. Sem falar na possibilidade de breedar (cruzamento) e criar novos monstros que de fato atrai o olhar dos amantes do gênero, e com uma trilha sonora também agradável, mas como nem tudo são flores o jogo apresenta bugs minoritários e até majoritários que podem influenciar na gameplay.

Até o presente momento, logo de princípio existe um frame-skip/stutter, um travamento bem leve constante enquanto nos movemos que é quase como uma travada por uma fração de segundo (não atrapalha muito a gameplay), mas quem dera a princípio fosse somente isso, ao decorrer do game ainda irão aparecer paredes sem física, possíveis travamentos que só voltam com reset, e durante esta gameplay enfrentei um erro que me impediu de progredir mais adiante, durante uma fase de boss-fight me deparei com um loop aonde eu mesmo vencendo a batalha teria que enfrenta-lo mais uma vez, e detalhe; neste game se você perder todos os monstros com quem fez pacto (se eles perderem toda a vida) você tem que se render e perde todo o seu inventário, meio rogue-like até!

Além dos bugs citados, monstros com níveis muito mais baixos conseguiram dar um hit-kill em monstros meus de níveis muito mais altos e vice versa. A progressão se torna um pouco lenta e a quantidade de EXP adquirida no começo é baixa, deixando o jogo lento mesmo em níveis ainda baixos.

Monster Crown - Será que dá para capturar todos?
Estilo da Batalha – Fonte: Techraptor.net

Conclusão?

Com um jogo certamente pedindo por ajustes será que dá para tirar uma conclusão? Bem, o fato é: o jogo é bonito, com muito potencial e mecânicas bastante atraentes, os monstros parecem não ter tanta personalidade, mas não deixam de aparecer uns que realmente se mostram interessantes, o jogo ainda traz o português do Brasil o que facilita bastante a introdução nessa jornada e o fato de ter recebido muito o suporte no Kickstarter faz dele um jogo onde os Devs se mostram bem próximos à comunidade.

O jogo é um must-try (deve-tentar) para amantes do gênero de captura de monstros, mas recomendo o aguardo de alguns patchs para correção dos bugs apresentados.

Trailer Oficial
Monster Crown
7 / 10 Nota Final
Prós
- Jogo conta com tradução PT-BR
- Gráficos retrô muito bonitos
- Jogabilidade atraente oferecendo uma releitura ao gênero
- Mecânicas inovadoras
Contras
- Jogo apresenta bugs que impedem uma jogabilidade fluída, podendo até prejudicar totalmente o save do usuário
- Falta balanceamento nos ataques dos monstros
- NPCs as vezes possuem a mesma fala em varias localidades
Design
Trilha Sonora
Diversão
Gameplay
Custo x Benefício

[Nota do Editor: Monster Crown foi analisado a partir da sua versão para Nintendo Switch. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela SOEDESCO.]


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]

Lucas Veiga
Apenas um escritor apaixonado pelas narrativas que os universos dos games vão me levar à seguir! Tenho 23 anos e sou de PE. Nintendista desde pequenininho quando fui introduzido ao Super Nintendo pelo meu pai.