Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética

Steel Assault – Nostalgia retrô e frenética

Steel Assault é um jogo de ação 2D desenvolvido pela Zenovia e publicado pela Tribute Games. O jogo é uma homenagem a jogos como o clássico Megaman. O enredo do jogo é bem simples: o protagonista busca vingança pela morte dos seus pais e enfrentará vários inimigos em um Estados Unidos pós-apocalíptico.

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética

JOGABILIDADE E DIVERSÃO 

O jogo segue o padrão dos jogos do qual se inspira, com muitos inimigos na tela, projéteis voando e obstáculos para pular, desviar ou alcançar com o gancho que o protagonista possui.

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética
O gancho possui duas pontas, e serve para alcançar locais de difícil acesso.

O jogador ataca com golpes físicos apenas, mas existe um upgrade que permite que cada golpe desferido libere energias que se espalham no cenário atingindo inimigos distantes. 

O gancho não serve para ataque, apenas para escaladas. A maioria dos cenários necessita do cabo para auxiliar no progresso, mas faltou trabalhar um pouco mais o uso dele. Ainda assim o cabo é melhor utilizado em batalhas contra alguns chefes, que dá dinamicidade à ação e adiciona a necessidade de pensamento rápido em meio a batalha.

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética
Um dos mini-chefes: apesar do belo visual, é bem simples de derrotar.

Os cenários são bastante variados, os inimigos nem tanto, mas garantem uma boa diversão mesclada a uma dificuldade razoável. Fãs do gênero irão se sentir em casa. 

CHEFES E DIFICULDADE

O jogo possui 4 opções de dificuldade. Para a review eu zerei no modo normal. Os chefes tem um belo visual (como todo o jogo), mas são bem fáceis de derrotar na dificuldade padrão, no entanto, o último chefe apresenta um nível considerável de dificuldade, o que é bastante satisfatório. 

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética
A tela que sempre aparece antes de enfrentar cada chefe.

O jogo é amigável, trazendo vários checkpoints para que os jogadores menos familiarizados com o gênero não se frustrem. Mas caso o jogador prefira uma experiência mais “retrô”, ele pode optar por jogar no Modo Arcade, que emula a dificuldade dos jogos antigos do gênero, com menos checkpoints e etc.

DESIGN E TRILHA SONORA

Falando em fidelidade ao retrô, toda a parte estética do jogo traz com perfeição a vibe dos jogos mais antigos em pixel art, com várias opções de manipular os efeitos, incluindo diminuir os mesmos, caso o jogador não queira jogar com este visual mais “arcaico”.

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética
Até os efeitos de iluminação são bonitos.

Os efeitos sonoros são ótimos e também podem ser alterados para relembrar os sons característicos de gerações anteriores de videogame. 

A trilha sonora é um show de qualidade e nostalgia, bem trabalhada e não deixa a desejar em nada aos clássicos do gênero. Provavelmente o ponto alto da experiência com o jogo.

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética
O jogo possui poucos momentos como esse, que altera o estilo de jogo.

CUSTO-BENEFÍCIO 

O jogo está totalmente em português do Brasil, apesar de pouco texto, a localização sempre é bem-vinda e agrega valor. 

O jogo, no modo normal, foi terminado por mim em 1 hora e 20 minutos, com direito a bastante telas de “Game Over”, então veteranos do gênero devem terminar em menos tempo. O fator-replay depende apenas da vontade do jogador de explorar novas dificuldades ou em tentar as famosas “Speedruns”.

Steel Assault - Nostalgia retrô e frenética

CONCLUSÃO 

Steel Assault é um jogo lindo e divertido, um prato cheio de homenagem para os fãs deste tipo de jogo, mas é curto demais e com pouca variedade e desafio nas batalhas contra chefes e inimigos comuns. Sua ótima trilha sonora é o ponto alto da aventura.

Nota: até o fechamento desta review, o jogo não estava abrindo no Nintendo Switch, sendo necessário trocar o idioma do console para inglês para poder fazer funcionar.

Steel Assault
8 / 10 Nota Final
Prós
- Localização PT-BR
- Gráficos retrô lindos
- Trilha sonora fenomenal
Contras
- Muito curto
- Pouca variedade de desafios e inimigos
Resumo
Steel Assault é tecnicamente incrível, tem uma boa dose de ação, potencializada pela excelente trilha sonora, mas é muito curto, deixando a desejar também na variedade de gameplay e desafios.
Design
Trilha Sonora
Diversão
Gameplay
Custo x Benefício

[Nota do Editor: Steel Assault foi analisado a partir da sua versão para Nintendo Switch. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela Masamune.]


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]

Júlio Santos
Apaixonado por obras audiovisuais, mas com um espaço especial no coração para videogames. Aficionado por boas narrativas, gosta de estudar e escrever roteiros, além de análises diversas. Twitter: @JlioHeitorSant1