Video Game History Foundation estima que 87 por cento dos jogos “clássicos” agora indisponíveis

Video Game History Foundation estima que 87 por cento dos jogos "clássicos" agora indisponíveis

Um novo estudo conduzido pela Video Game History Foundation e pela Software Preservation Network revelou que 87% dos jogos clássicos lançados nos Estados Unidos estão esgotados.

Os 13% restantes podem ser acessados facilmente – seja por meio de um relançamento em plataformas modernas ou por meio de um serviço de emulação fornecido oficialmente, mas a maioria dos jogos mais antigos permanece indisponível por meios fáceis.

O estudo foi produzido para substanciar a quantidade de história do videogame em perigo de ser perdida, disse a Video Game History Foundation , e fornecer evidências sobre por que bibliotecas e arquivos devem ser autorizados a preservar jogos de maneira semelhante a outras formas de mídia.

O estudo incluiu mais de 4.000 jogos lançados antes de 2010, disse a Video Game History Foundation, incluindo todos os títulos de Game Boy lançados nos Estados Unidos. A fundação explicou sua metodologia detalhadamente em uma postagem no blog junto com os resultados. 

Em comparação, cerca de 14% dos filmes mudos americanos de 1912-1929 ainda sobrevivem hoje, em comparação com 13% dos jogos dos anos 80 até 2010. O fechamento das e-shops do 3DS e do Wii U em março removeu mais da metade dos títulos de Game Boy ainda impressos na época, deixando apenas 5,87% disponíveis hoje, de acordo com o estudo.

Como a distribuição digital continua a dominar as vendas e o acesso aos jogos, a Video Game History Foundation alertou que a preservação dos jogos corre o risco de piorar devido à natureza “volátil” das lojas e serviços digitais. Um exemplo recente, mas em pequena escala, disso é o Google Stadia. Quando a plataforma saiu do ar no início do ano, três exclusividades foram totalmente perdidas.

No Twitter, os codiretores da Video Game History FoundationKelsey Lewin e Frank Cifaldi, pediram à indústria e à legislação que façam reformas que permitam uma melhor preservação dos jogos, ecoando as declarações feitas pela própria fundação.

  • Um número alarmante de 87% dos videogames clássicos lançados nos Estados Unidos não está disponível. Veja por que isso importa. https://t.co/rV3aqLlZt0
  • Video Game History Foundation (@GameHistoryOrg) 10 de julho de 2023

Devemos pensar na infraestrutura necessária para resolver os problemas do presente e do futuro. O acesso à história dos videogames não deveria ser reservado apenas aos fãs mais dedicados e informados.

Escreveu a Video Game History Foundation no Twitter, reconhecendo a posição atual da pirataria como uma das formas mais comuns de acessar jogos clássicos.

Olá me chamo Emanuel ou só "Nuel", sou Game Designer e nasci na cidade mais quente do Brasil, tento de tudo para ficar longe e relaxar em jogo competitivo, mas meus favoritos sempre são os jogos de farming e narrativa/ação.