Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
Adaptações cinema
Adaptações cinema

Adaptações – Dos consoles para a TV e cinema

Não é novidade ver produções de TV inspiradas em jogos de videogames. Vemos tentativas de transpor sucessos dos consoles para as telas há décadas, porém nem sempre obtendo o mesmo sucesso.

Hoje vivemos um período de ouro, com ressalvas claro, dessas produções. Com a guerra das plataformas de streaming e a indústria de jogos produzindo cada vez jogos mais incríveis, a cada dia surgem mais adaptações e cada vez melhores. Mas nem sempre foi assim…

No começo, era tudo mato

A primeira adaptação dos jogos foi uma série animada do jogo Pac-Man. Produzida pela Hanna-Barbera em 1982, fez grande sucesso nos programas infantis matinais da época. O desenho contava a história do protagonista Pac-Man e sua família Pepper Pac-Man (esposa), Pac-Baby (filho), Chomp-chomp e Sour Puss (cachorro e gato).

Porém, nos primórdios das adaptações, como os videogames não eram tão populares e fortes quanto hoje, a maioria vinha de produtoras independentes. Com baixos orçamentos acabaram se perdendo em improvisos, roteiros confusos, interpretações que deixaram a desejar e histórias que se desconectavam a história original dos jogos. Tudo na tentativa de cativar um público mais amplo, porém Isso gerou algumas produções de baixíssima qualidade e desagradaram quase a totalidade dos amantes dos jogos a quem faziam referência.

O mais emblemático fracasso destas adaptações foi o filme Super Mário Bros. Sucesso estrondoso e indiscutível, a franquia Super Mário da Nintendo foi transformada em filme no ano de 1993, mas a produção maltratou o herói, criando uma história que não tinha relação alguma com os jogos. Os heróis se tornaram irmãos, Mário Mário e Luigi Mário, dois encanadores da cidade do Brooklin que precisam salvar a princesa Daysi em uma realidade paralela criada pelo impacto do meteoro que extinguiu os dinossauros. Foi um fiasco e total vergonha para a indústria dos jogos.

Mario, Daysi e Luigi - Super Mário Bros. (1993)
Mario, Daysi e Luigi no filme Super Mário Bros. de 1993 (Imagem de divulgação)

Ao longo dos anos tivemos outras adaptações fracas como:

  •  Alone in The Dark (2005);
  • Street Fighter: A Batalha Final (1994), que contava com Jean-Claude Van Damme como protagonista;
  • Mortal Kombat 2 a Aniquilação (1997), continuação do Mortal Kombat: o Filme (1995) que teve seus méritos, este tinha qualidade e respeito pela obra original;
  • Double Dragon (1994);
  • Far Cry: Fuga do Inferno (2008);
  • House of the Dead (2003);
  • Tekken (2010);

E alguns outros exemplos de adaptações são melhores se forem esquecidos. Até parece algum tipo de karma ou maldição do filme do E.T que virou jogo, ou pelo menos alguém tentou fazer isso.

Uma luz ao final do túnel

Em contrapartida a estes fracassos, também temos alguns exemplos maravilhosos. Na década de 90 e início dos anos 2000 as séries animadas, por terem investimentos menores e serem mais facilmente adaptadas, ganharam espaço. Algumas fizeram tanto sucesso que até chegaram a confundir o público sobre quem veio primeiro, jogo ou série animada?

O melhor exemplo disso acredito que seja Pokémon. Um jogo de RPG baseado em capturar bichinhos, treiná-los e desafiar outros treinadores para se tornar o maior treinador e/ou derrotar o mal.

A série de jogos lançada originalmente em 1994 para Game Boy (Nintendo) virou febre, caindo no gosto dos jovens gamers. Rapidamente se tornou produto nos mais diferentes formatos, desde card game a miniaturas dos monstrinhos de brinde em garrafinha de refrigerante. Dentre todas as adaptações desta série de jogos a mais famosa é a série animada que acompanhava as aventuras do jovem treinador Ash Ketchum, a série animada virou filme, outras séries e outros filmes. Sucesso absoluto, dos jogos e das adaptações, seguem até os dias de hoje vendendo milhares de jogos e sendo adaptadas e readaptadas para as telas.

Adaptações - Dos consoles para a TV e cinema
Pokémon 1997 (imagem retirada da animação)

Outros jogos também ganharam séries animadas de sucesso, talvez não tanto quanto Pokémon, mas também tem espaço nas nossas memórias de criança. Por exemplo:

  • Street Fighter – The Animated Series (1995);
  • Street Fighter II Victory (1995);
  • Sonic teve diversas adaptações, algumas excelentes, outras nem tanto, a primeira foi em 1993;
  • Mega Man (1994);
  • Donkey Kong Country (1997);
  • Earthworm Jim (1995);

Estes são apenas alguns, temos muitos outros, sendo bons ou ruins, deram início a este que hoje se mostra a melhor opção para estas adaptações.

Adaptações - Dos consoles para a TV e cinema
Sonic the Hedgehog 1993 (imagem retirada da animação)

Além das séries animadas, também tivemos alguns filmes em Live action. Como o já citado aqui Super Mario Bros. , outros exemplos de adaptações que foram melhor executadas podemos citar:

  • Lara Croft Tomb Raider (2001);
  • Mortal Kombat: o Filme (1995);
  • Resident Evil, ja possui vários títulos produzidos para o cinema;
  • Hitman: Agente 47 (2007);
  • Terror em Silent Hill (2006);
  • Prince of Persia: As Areias do Tempo (2010);

A redenção

Nos últimos anos, com a explosão tanto da indústria dos jogos quanto das plataformas de streaming e produção de filmes e séries independentes, seja pela popularização dos videogames ou pelo considerável aumento de investimento nestas produções, as adaptações tem ganho novas oportunidades e vem dando certo. Alguns bons exemplos são os filme Detetive Pikachu (2019), Sonic: O Filme (2020), Tomb Raider: A Origem (2018), The Witcher: A Lenda do Lobo (2021), as séries Castlevania (2017), Dota: Dragon’s Blood (2021) e The Witcher (2019).

Adaptações - Dos consoles para a TV e cinema
Trevor, Alucard e Sypha da animação Castlevania (imagem retirada da série)

A série de Castlevania vem sendo considerada por muitos, até agora, a melhor adaptação de jogos de todos os tempos. A história é cativante, a animação extremamente bem produzida, personagens bem desenvolvidos e fiéis aos jogos. Dota: Dragon’s Blood também surpreende, pois não é todo mundo que conhece a lore por trás do famoso MOBA, porém a série também apresenta uma história e personagens interessantes.

E logo teremos o retorno de Super Mario as telas, como já comentamos aqui no portal, recentemente a Nintendo confirmou a produção de um longa metragem do personagem mais importante da empresa com data prevista para 2022. Pouco se sabe sobre esta produção, mas a expectativa já é altíssima, porque além de ser um longa do maior personagem da Nintendo e um dos maiores personagens do mundo dos videogames, é um filme com a participação direta de nomes de peso dentro da Nintendo.

O comediante revela seu papel no próximo filme de Super Mario Bros.

Acabei deixando de citar muitos filmes, animações, séries mas o intuito era retratar um pouco da história das adaptações de jogos até chegarmos as produções atuais.
Parece que finalmente estamos entrando em tempos bons, de boas produções e que muitas outras produtoras devem voltar seus olhos para o universo dos games. Apesar de muitos erros no caminho, parece que as produtoras, diretores e roteiristas finalmente aprenderam a trabalhar franquias dos videogames também em produções para o cinema, TV e streamings.

Bem aventurados os gamers, pois eles terão fartura de entretenimento.


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]

Vitor Ramos
Gamer desde 1991, apaixonado por Zelda, Metroidvanias, Dungeon Crawlers e RPG's clássicos, principalmente os Indies e se forem em pixel art. Arquiteto das 9:00 as 18:00 e cozinheiro amador nas horas vagas.