Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?
DC Super Hero Girls: Teen Power - um poderoso jogo infantil que se sente mais adulto

DC Super Hero Girls: Teen Power – um poderoso jogo infantil que se sente mais adulto

Divertido, cheio de personalidade e ação, essas heroínas dividem o tempo entre defender e reconstruir a cidade e ir para a escola e tirar selfies para as redes sociais!

DC Super Hero Girls: Teen Power foi lançado em 4 de junho de 2021 e chega como uma interessante adição ao catálogo de publicação da Nintendo. Isso mesmo! O jogo é publicado pela própria Nintendo (“Ah! Por isso tanta propaganda da Nintendo!” – eu ouvi você dizer) e desenvolvido pela TOYBOX inc. e nele você entra na pele das super heroinas (ou super vilãs) adolescentes direto do desenho DC Super Hero Girls para lutar contra brinquedos possuídos, reconstruir uma cidade devastada, desvendar um mistério acontecendo em Metrópolis e… postar fotos no Supersta!?

Isso mesmo! DC Super Hero Girls: Teen Power mistura um mundo de crimes e mistérios dos super heróis da DC Comics com a vida atribulada de uma adolescente que se divide entre a escola, aquele passeio com os amigos e as atualizações de sua rede social preferida no celular. E por trás de tudo isso tem um jogo interessante e divertido, que peca por ser realmente como suas heroínas: adolescente, ou seja, nem um jogo totalmente infantil e fácil, mas que não é um jogo completamente adulto ainda.

O Poder Feminino

É hora de você vestir suas melhores roupas e se juntar a luta com a Mulher Maravilha, Supergirl e Batgirl, ou melhor, como Diana Prince, Kara Danvers e Barbara Gordon respectivamente para reconstruir sua cidade e enfrentar o terror criado pelo temível Toyman. Mas claro, só após a escola! Você pode até recrutar algumas “animigas” como Harley Quinn, Catwoman e Star Sapphire para ajudar você nessa jornada, afinal até as vilãs precisam cuidar de Metrópolis.

O jogo de ação e (muita) história, traz habilidades únicas a cada personagem e completando missões e derrotando inimigos você consegue Star Power para melhorar suas personagens e moedas para reconstruir a cidade, ou comprar roupas novas. E para quem é fã do desenho, a arte e as personalidades das heroínas estão muito bem trabalhadas, é notável o cuidado que se teve com o material, de trazer algo novo e ao mesmo tempo já conhecido do público.

As mecânicas de ataque são variadas e como cada personagem tem habilidades únicas, as vezes é mais fácil ficar com um “main” para avançar melhor na história, mas você precisará usar toda sua gama de personagens vez ou outra, principalmente para missões específicas. E nisso o jogo traz uma dificuldade considerável, já que por exemplo a Supergirl voa, a Mulher Gato sobe paredes, é muita habilidade diferente para aprender e utilizar, mas todas tem a sua vantagem (mesmo que voar nesse jogo as vezes seja meio complicado).

DC Super Hero Girls: Teen Power - um poderoso jogo infantil que se sente mais adulto

Explore Metropolis

Muitas vezes as lutas e a história principal pode ficar em segundo plano, por conta da (muita) história que o jogo tem e das diversas missões secundárias necessárias para poder melhorar seus personagens. Muitas vezes você vai se ver perseguindo gatos no subsolo da cidade ou fotografando logos grafitadas pelos cantos de Metrópolis para juntar umas moedas e umas Star Power. Neste ponto é uma pena o jogo não ter legendas ou dublagem em português, já que o público alvo é mais infantil que conhece as heroínas pelo desenho, como o jogo tem muita história e muita missão ditada, sem o mínimo de inglês fica difícil acompanhar e entender o que é necessário fazer.

Mas no quesito ação o jogo não deixa a desejar, as lutas são “poderosas”. recheadas de dificuldade, ataques secundários, desvios que se transformam em ataques ainda mais poderosos, diversos inimigos cada um com habilidades diferentes também. É ação que não acaba mais, que as vezes se perde em uma câmera má posicionada, mas nada que uma arrumada no analógico não resolva.

E ainda há a rede social de Metropolis, Supersta, em que suas fotos ganham comentários de ainda mais personagens conhecidos. É um adicional que por vezes é utilizado em alguma missão secundária, mas funciona mais como captura de momentos interessantes do jogo e cabe bem para o público que pretende. É um jogo recheado de conteúdo, tem muita coisa mesmo para se fazer aqui e custando R$299,00 na eShop nacional, vale o preço.

Heroínas Adolescentes

DC Super Hero Girls: Teen Power traz o que o subtítulo do jogo diz: poder adolescente (em inglês). É um jogo de ação poderoso, em que habilidades diferentes, muita luta e “power up” das personagens, sofrem um pouco com o pano de fundo adolescente de um jogo que apela o público infantil com dezenas de missões secundárias e muita história que se perde em quem não conheçe muito o inglês. DC Super Hero Girls: Teen Power é divertido, carismático e cheio de ação, traz uma gameplay mais adulta e muito bem trabalhada em um jogo de ação e um pano de fundo infantil que agradará ao público, mesmo que sofra por estar naquela fase difícil de ainda não saber o que realmente quer ser quando crescer.

DC Super Hero Girls: Teen Power
7.9 / 10 Nota Final
Prós
- Ação muito bem trabalhada, evolução e novos ataques de personagens
- Se você escolher uma personagem principal fica ainda melhor
- Fiel ao desenho
- Muito carisma e personalidade
- Muitas missões e muita coisa para se fazer
Contras
- Câmera por vezes errática
- Muitas personagens e habilidades para aprender
- Não ter opção em português faz muita falta, ainda mais pelo público do jogo
- Voar é difícil
Resumo
DC Super Hero Girls: Teen Power é divertido, cheio de carisma e com ação muito bem trabalhada, mas muita história e missões secundárias mais infantis a colocam em um limbo entre querer ser um jogo infantil e querer ser um jogo adulto. É realmente um jogo adolescente, que tá quase sabendo o que vai ser quando crescer.
Design
Trilha Sonora
Diversão
Gameplay
Custo x Benefício

[Nota do Editor: DC Super Hero Girls: Teen Power foi analisado a partir da sua versão para Nintendo Switch. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela Nintendo para avaliação.]


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]

Neto Verneque
O corpo do Mario. A sociabilidade do Link. A fome do Kirby. E tão vencedor na vida quanto o Ash Ketchum.