Ei Nintendista! Já ouviu o último episódio do nosso podcast?

FIFA no Nintendo Switch, vale a pena?

FIFA no Nintendo Switch, vale a pena?

Esse texto não é uma Review do jogo, a intenção é apenas de expor as diferenças do jogo para os demais e se vale a pena jogar no Switch.

Já iniciamos o mês de outubro e na primeira sexta-feira do mês, dia 2, aconteceu também o lançamento do novo FIFA 22, último jogo da famosa série de futebol desenvolvida pela EA Sports que será pago, já que a partir da próxima edição o jogo passará a ser comercializado gratuitamente.

FIFA é sem dúvida uma das maiores franquias existentes, sendo um marco para os jogos esportivos, lançado todo ano com uma versão atualizada. Talvez você nem goste do gênero ou sequer suporta o fato de o jogo ser lançado todo ano acreditando não haver tantas melhorias, mas certamente já se deparou em rodas de grupo com a questão de se vale a pena pegar o jogo para o Switch, se realmente existe diferença.

De antemão, é importante frisar que o jogo pra o Nintendo Switch é muito diferente da versão de consoles que possuem hardware mais potentes. A versão para o Switch é a chamada Legacy Edition, uma edição mais simples do jogo, sem tantas funcionalidades e que será determinante para se julgar se vale a pena ou não.

FIFA no Nintendo Switch, vale a pena?

Grande carro chefe da franquia, o modo Ultimate não está presente na versão de Nintendo Switch. O modo dá direito ao jogador de criar uma equipe e montá-la do jeito que desejar a partir das moedas do jogo e assim competir com jogadores online. Também não há na versão Legacy o modo Volta, que dá a oportunidade ao jogador de jogar partidas ao estilo do saudoso FIFA Street e alguns minigames ao estilo Fall Guys que foram implementados nessa nova versão.

Os gráficos são também um fator que vale a pena ponderar. Justamente devido a ter um hardware menos potente, o jogo no Switch tem uma inferioridade nesse quesito e que pode ser significante para muitos usuários. A tecnologia por trás do jogo, a hypermotion não está presente na versão do Switch. E isso pode ser um problema para alguns usuários. Isso porque a imagem nos demais consoles é mais próxima da realidade, com certos detalhes bem mais trabalhados, como rostos de jogadores, gramados e até torcida. Deixando claro que os gráficos no Switch são sim bonitos, não é algo horrendo nem que te faça desistir do jogo, mas são sim inferiores.

É ruim então? Não presta?

Muito pelo contrário! FIFA no Switch ainda assim é uma excelente opção para divertimento caso você seja fã do gênero. Você ainda pode se divertir no jogo, pode jogar partidas online e se aventurar no modo carreira. São imagens inferiores? São. São motores gráficos diferentes? São. Mas isso não faz com que o jogo seja injogavel. Por mais que na comparação de desempenho possua uma discrepância, o jogo pode render muitas horas jogando até mesmo no modo single player.

Elencos são atualizados e fiéis a realidade (com exceção dos times brasileiros por conta de direitos de imagem, mas esse problema é presente também nas edições de outros consoles) e não é um jogo com bugs. É, sim, bom de se jogar!

FIFA no Nintendo Switch, vale a pena?

Quer jogar uma partida marota? Quer se divertir com os amigos? Pode jogar a vontade sem arrependimentos, amigo(a). Vá se divertir!


[A coluna acima reflete a opinião do redator e não do portal Project N]